FS 230 Sirena: conheça esse projeto inovador!

Compartilhe:

No texto de hoje vamos apresentar mais uma das embarcações pioneiras no mundo náutico. Dia de conhecer o modelo FS 230 Sirena, desenvolvida pelo nosso estaleiro FS Yachts. Uma lancha que foi precursora em utilizar o motor centro-rabeta em barcos de porte pequeno, mas que ainda proporciona conforto, espaço, tecnologia e um ótimo desempenho. 

Vamos conferir mais detalhes a seguir!

O estaleiro FS Yachts preza por manter um design inovador, tendo também como aliada a tecnologia à frente de suas embarcações, e com a FS 230 Sirena não foi diferente. Por isso, não foi à toa que esse modelo se tornou uma referência e tendência no mercado náutico nacional. 

Seguindo a linha do modelo FS 230 Scappare (sua irmã gêmea cabinada), que tem mais de 1.000 unidades fabricadas navegando pelo Brasil. Uma embarcação muito conhecida pelo acabamento de alta qualidade, design moderno e navegabilidade impecável, e que já foi apresentada aqui no nosso blog. Modelo que continua na lista dos preferidos dos marinheiros por apresentar características marcantes. Para conhecer melhor a FS 230 Scappare, acesse o conteúdo exclusivo: clicando aqui.

Principais diferenciais da lancha FS 230 Sirena

Os modelos de lanchas FS 230 apresentam grandes diferenciais com relação aos outros modelos da sua categoria. A FS 230 Sirena traz todas essas características e um pouco mais, como, por exemplo:  

Espaço interno

Um dos diferenciais do modelo FS 230 Sirena é o amplo espaço que ela disponibiliza, mesmo sendo uma embarcação de pequeno porte. Ela tem uma das maiores áreas úteis de todos os modelos da categoria. Uma das razões desse amplo espaço é o fato de ser motorizado com motor centro-rabeta, que permite um maior espaço interno na lancha. 

Proa aberta

O modelo FS 230 Sirena também apresenta todos os benefícios de uma embarcação de proa aberta. Ela é equipada e preparada para receber até dez pessoas durante o dia, oferecendo um amplo espaço. Atende as expectativas também do tipo de navegação mais comum no Brasil, que é o passeio diurno. 

Banheiro fechado

Essa é uma das maiores vantagens do modelo FS 230 Sirena: o seu banheiro fechado. Justamente por ser uma embarcação de pequeno porte, esse é um grande atrativo comparado aos outros modelos. O banheiro já vem equipado com ducha higiênica, WC e vigia lateral com abertura. 

Diferenciais externos e estéticos

A lancha apresenta uma targa invertida para frente que imprime um design mais futurista, já o parabrisa em alumínio e o vidro temperado dão aquele porte maior a embarcação, além de proteger e oferecer mais conforto para os tripulantes.  

Especificações Técnicas da lancha FS 230 Sirena

A FS 230 Sirena pode ser equipada com um toldo duplo com a parte traseira e a parte frontal de montagem bem simples, protegendo praticamente todo o cockpit com sombra. O modelo também é equipado com mesa de centro em madeira e com porta-copos de inox, que serve como uma área de apoio.

Também possui cristaleira toda em acrílico, uma pia com torneira em inox, geleira com tampa de porta copos. Além disso, apresenta sofá em formatos de divãs ergonômicos na proa, sofá de quatro lugares na popa, solário na popa, o banco do copiloto é giratório e o do piloto é giratório e retrátil, para permitir a navegação em pé ou sentado.

Categoria

Tipo de embarcação: Proa aberta

Categoria: Lancha de uso recreativo e passeio

Estaleiro: FS Yachts

Local de fabricação: Biguaçu – Grande Florianópolis/SC

Motorização

Tipo: Motorização centro-rabeta

Potência mínima: 170 hp

Potência máxima: 250 hp

Combustível: Gasolina ou Diesel

Consumo médio em cruzeiro: 16 a 28 litros / hora

Dimensões

Comprimento: 7,10m

Boca/largura máxima: 2,50m

Altura na carreta (com targa): 3,00m

Calado: 0,60m

Peso do casco (sem motorização): 850kg

Pé-direito do banheiro: 1,27m

Capacidades

Capacidade de combustível: 150 Litros

Quantidade de água doce: 60 Litros

Capacidade de pessoas (dia): 1 tripulante + 9 passageiros

Capacidade de pessoas (pernoite): N/D


Escolher uma lancha do estaleiro da FS Yachts é passar menos tempo se preocupando com itens técnicos e mais tempo se divertindo com sua família durante a navegação! Se você quer encontrar uma embarcação que atende todas as suas necessidades, entre em contato agora mesmo com a equipe da FS Yachts e solicite um orçamento!

Você sabe qual o momento certo de trocar o rotor da bomba d’água?

Compartilhe:

Hoje vamos falar sobre os cuidados que devemos ter com um item que parece ser simples, mas é de extrema importância para o bom funcionamento do motor do barco. Já ouviu falar sobre o rotor da bomba d’água? Se você é dono de uma embarcação ou é responsável pela manutenção de uma, deve se atentar a este assunto. Neste conteúdo apresentamos a importância desta peça e qual é o momento certo de trocar o rotor da bomba d’água! 

 

Boa leitura! 

 

 O que é rotor da bomba d’água e qual sua importância para a embarcação?

 

Se você ainda está se atualizando sobre os assuntos do mundo náutico, esse com certeza é um dos que você precisa se aprofundar. O rotor da bomba d’água é uma peça de borracha consideravelmente pequena, mas de grande relevância para garantir o perfeito funcionamento do motor da sua embarcação.

 

O rotor da bomba d’água é o responsável por criar um movimento circular e contínuo no eixo da bomba, pressurizando água para refrigerar o motor. Essa peça também é conhecida no mundo náutico como “aranha”. 

 

Porém, é importante ressaltar que.. esse é um produto que precisa de manutenção periódica, já que o seu mau funcionamento pode prejudicar o motor da embarcação e gerar sérias consequências e prejuízos. Se a manutenção da peça for realizada com frequência, ela dificilmente apresentará problemas, mas caso ela não seja realizada, pode acarretar até mesmo em uma troca completa do motor.

 

Como saber qual é o momento certo para trocar o rotor da bomba d’água?

 

Existe um controle que deve ser feito em média para saber quando está na hora de trocar o rotor da bomba d’água. Normalmente, a peça precisa ser substituída a cada 300 horas de uso do motor ou a cada quatro anos (conforme instruções do fabricante do motor). Se as navegações são recorrentes em água doce, o recomendado é fazer a revisão na peça a cada 50 a 100 horas de uso, já em navegações frequentes em águas salgadas e, principalmente, rasas, a manutenção deve ser feita em até 50 horas de uso. 

 

Lembrando que é de extrema importância que essa manutenção ou revisão seja realizada por profissionais capacitados, que possam identificar a real necessidade da substituição da peça e, caso necessário, que seja uma peça original e de boa procedência. 

 

Os riscos ocasionados por estragos e o mau funcionamento do rotor da bomba d’água são sérios e podem acarretar em diversos prejuízos. Caso as pás do rotor estejam deformadas ou ressecadas por falta de uso, elas irão puxar menos água, comprometendo assim a refrigeração do motor. Caso uma dessas pás se rompa, o motor pode parar de funcionar durante uma viagem ou passeio, queimar as juntas ou até mesmo fundir o motor da embarcação.

 

Quais os cuidados ter com o rotor da bomba d’água?

 

Existem alguns cuidados que precisam ser tomados para se estender a vida útil do rotor da bomba d’água e evitar assim possíveis problemas com a peça. Confira as principais dicas abaixo:

 

  • Não ligar o motor da sua embarcação fora da água. Essa prática faz com que o rotor da bomba d’água trabalhe a seco, o que pode ocasionar o seu próprio comprometimento e também o superaquecimento do motor da embarcação;
  • Sempre verificar se a saída e entrada de água estão limpas. Com o tempo, pode acontecer de algum detrito se prender a essas extremidades e dificultar o fluxo de água;
  • Ficar sempre atento ao esguicho de água do seu motor, afinal ele está ligado diretamente ao funcionamento do rotor da bomba d’água;
  • Existem vários tipos de rotores específicos para cada tipo de marca e de motor, portanto atenção para que o seu rotor esteja de acordo com as especificações do fabricante;
  • Evite navegações em lugares com águas muito rasas, arenosas, de difícil acesso, que exigem demais da peça; 

 

Agora que você já conhece um pouco mais sobre o rotor da bomba d’água e qual o momento certo de fazer a manutenção preventiva desta peça – que tal conhecer as embarcações do estaleiro da FS Yachts? Conte com quem entende do assunto, acesse agora mesmo nosso site e confira todos os modelos de lanchas novas e semi-novas.

FS 290 Concept Outboard: mais um lançamento FS Yachts

Compartilhe:

Sempre em busca de novidades no mundo náutico, a FS Yachts apresenta mais um lançamento, daqueles que já era bom e ficou ainda melhor! A FS 290 Concept Outboard veio para unir inovação e eficiência em uma embarcação só. O estaleiro FS já contava com o modelo de lancha FS 290 Concept e agora criou uma versão atualizada, que conta com até dois motores de popa. Vamos conhecer melhor essa novidade juntos?

 

A FS 290 Concept e sua nova versão FS 290 Concept Outboard

 

A FS 290 Concept é conhecida  pela sua navegação, excelente qualidade do casco e é premiada mundialmente pelo seu design. Ela é uma das favoritas por chamar atenção com sua beleza inovadora, apresentando formas geométricas vivas, linhas esculturais e um refinado acabamento com o uso de cores externas. 

Por isso que com todas essas características marcantes a nova FS 290 Concept Outboard manteve praticamente os mesmos detalhes de layout – layout esse que recebeu o prêmio italiano A’design Awards e, além disso, foi o vencedor na categoria náutica como o mais belo projeto de embarcação de passeio motorizada no mundo.

Outra característica que a FS 290 Concept Outboard manteve foi respeitar a linha de ser a número um em questão de conforto! Já que na sua primeira versão – em 2018 – recebeu o prêmio de barco destaque do ano na categoria Conforto a bordo pela Revista Náutica. 

A nova versão da lancha manteve os atributos que proporcionam comodidade a todos os tripulantes que estão a bordo – mesmo com inclusão de dois motores de popa no maquinário, conservou uma plataforma bem generosa e ainda ganhou um ótimo paiol no espaço onde ficaria o motor de centro, sendo um ótimo espaço para guardar boias, coletes, pranchas ou até mesmo para se instalar um gerador.

 FS 290 Concept Outboard

 

FS 290 Concept Outboard: a nova versão com motor de popa

 

O principal diferencial que a nova FS 290 Concept Outboard traz, é a possibilidade de utilizar motores de popa – já que a primeira versão do modelo, tem a motorização de centro rabeta. 

Para a versão FS 290 Concept Outboard foram utilizados dois motores de popa, que é o tipo de motor mais conhecido e utilizado no mercado brasileiro – e que apresenta algumas vantagens com relação aos motores de centro rabeta, como, por exemplo:

  • um motor de popa é até 50% mais leve que um centro-rabeta da mesma potência;
  • a manutenção do motor de popa deve ser feita com a mesma frequência do motor centro de rabeta, porém ela pode sair em média de 20% mais barata;
  • a manutenção do motor de popa se torna facilitada pelo local de fácil acesso onde fica instalado.

A escolha de dispor de dois motores de popa permite a segurança de que caso ocorra algum problema em um deles, durante uma viagem a bordo, o segundo motor segue mantendo a embarcação em movimento. E também tem como resultado, a possibilidade de configurá-la mais esportivamente, podendo utilizar uma gama maior de motorizações.  

 FS 290 Concept Outboard

 

Informações técnicas da lancha FS 290 Concept Outboard

 

A lancha tem a capacidade para até 14 pessoas, possui um cockpit espaçoso com banco do piloto, além disso, apresenta espaço para duas pessoas, com três regulagens de ângulo e regulagem de distância, giratório e retrátil. Já a cabine conta com sofá extensível em cama de casal, banheiro, cozinha com espaço para geladeira, microondas, gaveteiros e pia com escorredor de louças. 

 

Categoria

Tipo de embarcação: Cabinada

Categoria: Lancha de uso recreativo e passeio

Estaleiro: FS Yachts

Local de fabricação: Biguaçu – Grande Florianópolis/SC

 

Motorização

Tipo: Motorização popa

Potência mínima: 230 HP

Potência máxima: 400 HP

Combustível: gasolina

Consumo médio em cruzeiro: 30 a 45 litros/hora

 

Dimensões

Comprimento: 8,80m

Boca/largura máxima: 2,76m

Altura na carreta (com targa): 3,40m

Calado: 0,60m

Peso do casco (sem motorização): 2.000kg

Pé-direito da cabine: 1,71 m

 

Capacidades

Capacidade de combustível: 300 litros

Capacidade de água doce: 150 litros

Capacidade de pessoas (dia): 1+13 (águas abrigadas) e 1+10 (águas costeiras)

Capacidade de pessoas (pernoite): 2 pessoas

 

 

Gostou de mais uma novidade do estaleiro FS Yachts? A FS 290 Concept Outboard é a lancha perfeita para você que busca design único e segurança durante a navegação. Entre em contato conosco e saiba mais informações sobre o novo modelo FS. 

Quais os principais cuidados com a lancha parada?

Compartilhe:

Muitos donos de lanchas consideram que o seu barco só necessita de cuidados enquanto está sendo usado – no entanto, é preciso rever esses conceitos. As embarcações precisam de manutenções preventivas frequentemente, independente do uso. Por isso, hoje vamos abordar quais os principais cuidados com a lancha parada! Confira!

 

Afinal, quais os cuidados com a lancha parada?

 

Para manter a embarcação em bom estado de funcionamento é fundamental que a manutenção preventiva esteja sempre em dia, sendo feita regularmente de seis em seis meses como indicado. A não utilização da lancha, sem manter uma assistência correta, pode ocasionar diversos problemas e despesas desnecessárias.

 

Como sabemos, é comum que o maior período de uso da embarcação seja no verão, devido às altas temperaturas – propícias para um passeio de lancha. Já no inverno, uma das estações em que o barco é menos utilizado, por causa das baixas temperaturas, esse é o período mais indicado para realizar manutenções e reparos, como, por exemplo: 

 

1. Motor da embarcação

 

Sem dúvida, o item que mais precisa de cuidados com a lancha parada é o motor. Afinal, ele é o responsável por dar vida a embarcação. Por isso, quando for necessário ficar com o barco parado por um tempo, as precauções com o motor devem ser redobradas, para manter sua conservação no período. 

 

Ter a revisão preventiva sempre em dia, não deixar o motor parado por mais de 15 dias, fazer a limpeza do mesmo com a técnica conhecida como “adoçar o motor” – quando, após o uso, ele recebe um banho de água doce para retirada de toda impureza e vestígio de água salgada que tenha ficado na embarcação – são algumas das medidas. 

 

Além de verificar o óleo do motor, que tem validade de até seis meses (e caso seja preciso reabastecer, utilizar sempre o produto recomendado pelo fabricante). 

 

2. Drenagem de fluídos

 

Outra etapa dos cuidados com a lancha parada é fazer uma drenagem de todos os líquidos presentes na embarcação. Itens como água, combustível do tanque, filtro, caixa de esgoto – devem ser esvaziados e só quando for utilizar novamente a lancha, devem ser renovados com produtos novos. 

 

É importante realizar a troca desses itens, pois caso eles fiquem parados dentro dos compartimentos do barco, com o passar do tempo, acabam se alterando e formando crostas que causam desgastes que danificam as peças.

 

3. Atenção ao casco da lancha 

 

O casco da embarcação também precisa de atenção. Se a lancha for ficar guardada em uma vaga molhada, com contato direto com a água, é interesse que seja realizada uma pintura específica – mais resistente ao sol e ao desgaste da maresia, como as tintas envenenadas\antiincrustante para o fundo do casco.  

 

4. Checagem do sistema elétrico

 

Antes de qualquer viagem, independente se a lancha estiver parada muito ou pouco tempo – deve-se fazer uma checagem do sistema elétrico da embarcação. Teste as luzes de navegação, a bateria, as bombas de porão, velas e filtros. Além disso, lubrifique os cabos do volante e do motor para garantir um bom funcionamento desses itens também. 

 

Cuidados gerais

 

É importante manter os cuidados com a lancha de forma geral, antes e depois do uso em cada viagem. Como já citado anteriormente, ter sempre a manutenção em dia e a sua estrutura limpa e protegida. Assim, a embarcação se manterá bem cuidada por muito mais tempo – evitando possíveis danos por mau uso. Outra dica é realizar uma limpeza à base de água e sabão ao menos uma vez ao mês na embarcação, para evitar o acúmulo de mofos e insetos. 

 

Em nosso blog, você encontra conteúdos que podem te ajudar nessas tarefas, como nesse conteúdo onde disponibilizamos dicas de como manter seu barco limpo: clique aqui para saber mais. São processos fáceis de realizar e que podem fazer grande diferença na hora de valorizar e cuidar bem da sua embarcação. 

 

Se a embarcação for ficar por um período muito grande em desuso, o ideal seria que ela ficasse guardada fora da água, em um local seco e fechado, para que assim o desgaste do tempo e da água não fossem tão agressivos. 

 

Agora que você já sabe os principais cuidados com a lancha parada e a importância em manter a manutenção em dia – você já está por dentro do mundo náutico e pode acessar nosso site e conhecer todos os modelos de lanchas da FS Yachts!