4 maneiras de manter o motor da lancha conservado

Compartilhe:

Ser dono de uma embarcação exige cuidados com a manutenção preventiva e corretiva da mesma. E um dos itens que merece atenção redobrada é o motor – já que ele é o responsável por dar vida a sua lancha. Por isso, no texto de hoje, vamos apresentar 4 maneiras de manter o motor da lancha conservado.

 

Confira a seguir! 

 

4 maneiras de manter o motor da lancha conservado

 

Como sabemos, quem vive no mundo náutico acaba se inteirando em todos os assuntos que fazem parte desse meio, não é mesmo? Desde os passeios que podem ser realizados com o barco, os acessórios que não podem faltar, e também os tipos de motores e como mantê-los sempre em dia para não ocorrer problemas com a embarcação. 

 

Portanto, é importante tomar esses cuidados para manter o motor da lancha conservado, como, por exemplo: 

 

1. Não deixar o motor mais de 15 dias parado 

 

A primeira dica para manter o motor da lancha conservado, é não deixar o equipamento por mais de 15 dias sem rodar. Ficar com o motor parado significa problemas futuros com a embarcação, como, por exemplo: desgaste, vazamento de óleo, entre outros. 

 

Porém, caso a embarcação precise ficar atracada por um tempo determinado é fundamental ter alguns cuidados, como: limpar o motor com água doce. 

 

2. Tenha a revisão preventiva em dia

 

Como citamos acima, uma embarcação necessita de manutenções preventivas para que as corretivas (após pane ou dano a uma peça) sejam evitadas. O indicado é que sejam realizadas revisões de seis em seis meses nas embarcações. Essa é uma forma de manter o motor da lancha conservado, evitando que alguma peça sofra um dano maior, podendo interferir no seu bom funcionamento. 

 

É importante também que essas manutenções sejam feitas por um profissional autorizado e de confiança, que tenha conhecimento suficiente na área, para identificar possíveis falhas, vazamentos e erros no desempenho do motor. 

 

3. Faça a limpeza do motor

 

Para manter o motor da lancha conservado é preciso que a limpeza do mesmo esteja sempre em dia. Uma das técnicas de limpeza é conhecida como ‘’adoçar o motor’’ –  quando após o uso da embarcação, o motor recebe um banho de água doce limpa, para que assim sejam retiradas quaisquer impurezas e vestígios de água salgada. 

 

Essa prática é fundamental para que, com o tempo, não ocorram desgastes físicos prematuros por conta de oxidação. 

 

4. Verifique e lubrifique o motor

 

Por fim, outra dica de manutenção muito importante é conferir sempre o óleo do motor da lancha. Verifique o nível, se precisa de reabastecimento. Caso necessite – utilizar sempre o produto indicado pelo fabricante, para que não ocorram complicações inesperadas no barco.

 

Além disso, converse com seu autorizado de confiança, afinal na maioria dos motores não é comum o nível de óleo baixar. 

 

Embarcação parada: manutenção em dia

 

Se sua lancha vai ficar parada por um determinado tempo, muitos detalhes precisam ser averiguados, como: não deixar gasolina no tanque. Esse é um detalhe que pode passar despercebido, mas que também pode trazer sérios danos a sua embarcação. 

 

Agora que você já sabe um pouco mais sobre como manter o motor da lancha conservado, pode escolher seu barco sem preocupações. Nossa equipe FS Yachts está à disposição para tirar todas suas dúvidas, entre em contato agora mesmo.

Existem 4 tipos de motores de lanchas. Veja quais são eles!

Compartilhe:

Você já leu revistas sobre barcos, visitou feiras náuticas e até já navegou. Você é altamente interessado pelo mundo da navegação e possui certo conhecimento sobre o assunto. No entanto, por algum motivo, você ainda não entendeu porque existem tantos tipos diferentes de motores de lanchas.

A verdade é que variáveis como o combustível utilizado pelos diferentes motores de lanchas e as potências que eles têm fazem com que determinados tipos sejam mais recomendados para certos tamanhos de embarcação.

Para se ter uma ideia, um exemplo prático: você dificilmente verá um barco com mais de 30 pés utilizar um motor de popa. Isto porque a faixa de potência destes motores de lanchas é de 3hp a 350hp, o que não é suficiente para embarcações maiores.

Para te orientar, a FS Yachts preparou um guia trazendo as principais características de cada tipo de motor. Através dele, você poderá conhecer informações como a potência, o tamanho de lanchas recomendado, o combustível utilizado, os fabricantes mais conhecidos, além de outras informações relevantes. Confira!

 

Os 4 tipos de motores de lanchas

 

Motor de popa

Devido ao fato de a maioria das lanchas fabricadas no Brasil terem menos de 26 pés, este é o motor que você verá com maior frequência por aqui. O motor de popa é completamente externo, instalado no espelho de popa da lancha. Veja suas características abaixo:

 

  • Faixa de potência: 3hp a 350hp;
  • Tecnologia: 2 tempos (com carburação ou injeção), 4 tempos (somente injeção eletrônica);
  • Combustível: somente gasolina;
  • Principais fabricantes: Mercury, Yamaha, Evinrude;
  • Indicado para: lanchas de até 24 pés;
  • Vantagens: enorme gama de motores de baixa potência e excelente relação peso/potência;

 

motores de lanchas popa

motores de lanchas popa 1

 

 

Motor centro-rabeta

Acompanhado do anterior, é o segundo tipo de motor mais comum. Este motor é interno, porém acoplado à rabeta e ao hélice do barco, os quais ficam na parte externa. Conheça as  características do motor centro-rabeta:

 

  • Faixa de potência: 200hp a 520hp;
  • Tecnologia: 4 tempos (com injeção eletrônica);
  • Combustível: gasolina ou diesel;
  • Principais fabricantes: Mercury, Volvo Penta;
  • Indicado para: lanchas de 23 pés até 40 pés;
  • Vantagens: como este motor é embutido, o espaço útil da lancha ganha um aumento significativo;

 

motores de lanchas centro-rabeta

motores de lanchas centro-rabeta 1

 

 

Motor de centro com eixo

Mais um exemplo de motor interno e acoplado a partes externas. O motor é conectado a um eixo e hélice exteriores abaixo da linha d’água. As características mais relevantes dos motores de centro com eixo são:

 

  • Faixa de potência: 12hp a 20.000hp;
  • Tecnologia: 4 tempos (com injeção eletrônica);
  • Combustível: gasolina ou diesel;
  • Principais fabricantes: Volvo Penta, MAN, Yanmar, Indmar;
  • Indicado para: lanchas de passeio acima de 40 pés, ou lanchas de práticas esportivas (lanchas de wakeboard e wakesurf) de pequeno porte;
  • Vantagens: perfeito para embarcações abrigadas em vagas molhadas, já que todos os seus componentes vulneráveis a corrosão são internos;
  • Lanchas FS Yachts que utilizam o motor: Nenhuma.

 

motores de lanchas centro com eixo

 

 

Motor hidrojato

Por último, um motor utilizado para navegar em águas rasas, utilizado em motos aquáticas, e, em raros casos, lanchas esportivas. O funcionamento do motor hidrojato se dá pela pressurização da água, o que dispensa o uso de hélices. Veja as características dele:

 

  • Faixa de potência: 200hp a 300hp;
  • Tecnologia: 2 tempos (com injeção direta), 4 tempos (somente injeção eletrônica);
  • Combustível: gasolina;
  • Principais fabricantes: Mercury, Kawasaki e Yamaha;
  • Indicado para: motos aquáticas/jet skis, e lanchas esportivas de pequeno porte
  • Vantagens: motor utilizado para navegação em águas rasas, prática de esportes e outros passeios individuais;
  • Lanchas FS Yachts que utilizam o motor: Nenhuma

 

motores de lanchas hidrojato

 

 

Como você pôde ver, existem diferentes tipos de motores de lanchas, cada um com suas particularidades. No entanto, considerando que a grande maioria dos barcos brasileiros são pequenos, a FS Yachts recomenda que você opte por um motor de popa ou centro-rabeta.

Para saber mais sobre as principais diferenças entre os dois, conheça o nosso comparativo com as vantagens e desvantagens de cada um aqui!