Píer Flutuante: o que é e quais os tipos

Compartilhe:

Quem já navegou por aí, certamente já viu um píer flutuante e como ele facilita o embarque e desembarque das pessoas, seja em suas lanchas ou outros itens aquáticos.

Essa estrutura é versátil e pode ser construída nas regiões que possuem águas calmas, rios e lagos, por exemplo.

Para as pessoas e famílias que residem próximas ao litoral ou que possuem uma casa para passar as férias, o píer flutuante é uma ótima pedida. Principalmente se você já possui a sua lancha FS ou pensa em adquirir a sua. 

Para entender detalhadamente como ele funciona, siga a leitura conosco e descubra tudo o que você precisa saber sobre essa estrutura.

O que é um píer flutuante?

Essa é uma estrutura que tem como principal objetivo facilitar a entrada e saída das pessoas de suas embarcações. Além disso, o píer flutuante também é conhecido como ancoradouro e atracadouro, e é utilizado para atracagem de barcos tanto no mar como em rios e lagos. 

Ele pode ser construído nos seguintes materiais:

  • madeira
  • aço carbono
  • PRFV (plástico reforçado de fibra de vidro ou plástico com reforço de fibra de vidro)

A depender do material utilizado, o píer flutuante tem uma durabilidade diferente, por isso, na hora de escolher o seu, esse é um ponto a ser avaliado.

Veja + Qual a melhor marca de lancha?

Custo de um píer flutuante

O custo do píer vai variar de acordo com o material utilizado, por isso, se pretende construir um, lembre-se que também vai depender do tamanho e do formato. Atualmente, existem muitos que, inclusive, tem uma instalação mais fácil, o que gera menos custo. 

Pesquise sobre os valores e tenha em mente o que é importante para você para que tenha clareza na hora de adquirir o seu. 

Confira os principais tipos de píer flutuante 

Píer flutuante de madeira: esse é o modelo que mais costumamos ver por aí facilitando a atracagem das embarcações. Chama a atenção devido a sua bela estética.

Píer flutuante de PVC: dentre as vantagens do píer de pvc estão a durabilidade e fácil instalação, e por isso, vem sendo cada vez mais utilizado. Portanto se precisa de um material leve que seja instalado rapidamente, essa é uma boa pedida.

Píer flutuante de concreto: para esse tipo de instalação, é preciso uma equipe especializada no assunto e possui grande durabilidade e resistência.

Píer flutuante modular: essa estrutura pode ser feita em diferentes materiais, tais quais o pvc, polietileno, PRFV, entre outros. Boa alternativa para quem procura praticidade pois a sua instalação é rápida.

Além dos principais tipos, é importante salientar que o píer flutuante pode ter diferentes formatos e dimensões. Logo, na hora de instalar o seu, tudo vai depender da região. Em sua grande maioria, eles ficam em formato de passarela ou plataformas.

Fora ele, também é bastante utilizado os que fazem o desenho do U, do T e no formato quadrado.

Como você pôde notar, esse é mais um detalhe do universo náutico que pode fazer a diferença na sua embarcação e  nos passeios com a sua lancha fs, aproveitando com a família e os amigos. 


Se gostou deste conteúdo e quer ficar sempre por dentro das novidades da FS, acompanhe o nosso canal no Youtube. Lá, você encontra mais informações sobre as nossas lanchas e os seus detalhes.

4 dicas imperdíveis para conservar o barco

Compartilhe:

Quem sonha em ter uma lancha e torna esse objetivo em realidade sabe que a sensação de navegar é única. Poder aproveitar a paisagem e a natureza de um país tão vasto como o nosso é realmente um privilégio. Mas para aproveitar esse sonho, é preciso aprender a conservar o barco.

Afinal, assim como tudo que é bom na vida, também precisa do nosso cuidado para que se mantenha em bom estado.

E com a lancha não é diferente. É preciso ter uma série de precauções com o seu veículo náutico para que ele seja durável e você possa aproveitá-lo ao máximo com toda a segurança e conforto.

Então, nada mais justo do que explorarmos mais sobre esse tema, que é fundamental para o bom funcionamento da sua lancha. Algumas atitudes são simples e podem ser encaixadas na sua rotina tranquilamente, basta organização. 

Quer descobrir como conservar o barco? Então continue por aqui conosco e confira as melhores dicas para conservação da sua lancha, mantendo a vida útil da sua tão desejada embarcação.

4 dicas fundamentais para conservar o barco

1. Limpeza do casco

O casco precisa ser muito bem cuidado na embarcação, pois isso vai impedir que o seu equipamento envelheça mais rápido. Como todas as águas possuem seus próprios níveis de impurezas e sais, o ideal é que haja essa limpeza para que evite qualquer tipo de corrosão a longo prazo.

E para evitar que aconteça perda da vida útil ou corrosão, o ideal é lavá-lo após cada uso. Assim, você consegue conservar o barco e ainda mantém a beleza dele. 

Outra sugestão é lavar toda a estrutura da lancha com detergente suave biodegradável ou neutro, ao menos uma vez por mês. Ao fim, pode passar um bom produto de acabamento, como uma cera de boa qualidade e depois lustrar com uma flanela ou toalha macia seca.

2. Conservando o motor

Como você já deve imaginar, o motor é o coração do barco e também precisa de cuidados determinados. Como por exemplo lavar esse item com água doce sempre que retirar a lancha da água salgada.

E se por acaso passar um tempo sem usar a sua embarcação, não esqueça de ligar o motor a cada quinze dias. Além disso, é importante fazer a manutenção preventiva duas vezes por ano, a cada seis meses. Outro item que também precisa ser trocado regularmente é o anodo de sacrifício. 

Veja + Onde passear de lancha em São Paulo?

3. Atenção à limpeza das peças em inox para conservar o barco

Outra dica fundamental para conservar o barco tem a ver com as peças em inox, pois elas também precisam de cuidados particulares. 

Independentemente do material ser de alta qualidade ou não, a oxidação é um risco devido à exposição à maresia, logo, o ideal é a prevenção a partir da limpeza da peça. Para isso, utilize limpadores de metal específicos para manchas. As peças metálicas também podem ser protegidas com o uso de um óleo específico para isso.

4. Quais materiais nunca devem ser usados em um aço?

  • Palhas de aço
  • Esponjas rugosas
  • Produtos de limpeza à base de cloro
  • Produtos abrasivos

Então, agora que você já sabe como conservar o barco através dessas dicas, terá um veículo resistente por muito mais tempo, aumentando sua vida útil e navegando com muito mais segurança. 

Cuidando da sua lancha, essa experiência fica ainda mais especial, por muito mais tempo. Se gostou deste conteúdo e quer continuar por dentro das novidades da FS Yachts, siga-nos no Instagram e Youtube.

Manter o barco em casa ou marina? Quais as vantagens de cada um?

Compartilhe:

O local onde o barco fica guardado é responsável por atuar em diversos aspectos do seu uso. A frequência de utilização, a facilidade de transporte e as manutenções regulares, por exemplo, são variáveis que influenciam a rotina do proprietário e que são diretamente afetadas pela acomodação.  

Neste cenário, existem duas possibilidades comuns: casa ou marina. Dependendo do perfil do dono e do tamanho da embarcação, cada uma delas possui suas vantagens próprias. É fundamental analisar com calma, se possível até mesmo antes de adquirir a lancha, qual tipo de armazenamento é o mais adequado.

Para esclarecer as dúvidas mais recorrentes, trouxemos o texto de hoje. Nele, falaremos sobre as principais características e benefícios de manter um barco em casa ou marina. Cada uma das particularidades citadas pode fazer diferença ou não, cabendo julgamento por parte do dono. Saiba mais!

 

Vantagens de manter o barco em casa

A maior vantagem de se armazenar uma embarcação em casa é o baixo custo. A despesa com marina, via de regra, é a maior a se pagar para manter uma embarcação.

Enquanto deixar o barco em uma marina requer investimento, mantê-lo em casa não. Basta ter uma garagem ou um espaço sobrando no quintal, em seu rancho ou casa de praia.

 

Cuidados a serem tomados

No entanto, ao optar por deixar a embarcação em casa, a responsabilidade de todos os processos de rotina, principalmente o transporte até a rampa e a limpeza, passam a ser do proprietário, diferente de como seria em uma marina. É indispensável que certos cuidados sejam tomados periodicamente, entre eles:

  • adoçar o motor caso o barco seja utilizado em águas salgadas;
  • limpar o barco após todos os usos;
  • ligar o motor no mínimo uma vez a cada sete dias;
  • colocá-lo na água para rodar em alto giro pelo menos uma vez por mês;
  • cuidar com a operação de embarque e desembarque na rampa para não danificar o casco e a rabeta.

 

barco em casa

 

Vantagens de manter o barco em marina

Já os benefícios de uma marina se diferenciam pela ausência de preocupações. Apesar de requerer certo investimento, deixar o barco em uma marina traz muito conforto e comodidade, especialmente quando a marina oferece o serviço de limpeza.

Todos os cuidados periódicos que citamos anteriormente são feitos pelos funcionários, os quais deixam tudo pronto para que o dono possa fazer seus passeios sempre que quiser.

Graças a essas praticidades, as saídas são feitas com maior frequência. É só ligar e avisar que pretende sair e o barco estará pronto para partida. Na volta, as responsabilidades não existem: é só descer e ir embora, o resto fica por conta da marina.

 

Como escolher uma marina

Beleza, serviços extras e preço são alguns dos fatores vistos com mais relevância pela maioria na hora de escolher uma marina.

Ainda que a beleza indique qualidade, os serviços extras apresentem seus benefícios e o preço faça a marina caber ou não no orçamento, existem outras características tão importantes quanto e que devem ser levadas em consideração. Confira algumas delas:

  • local seguro, que conte com controle de acesso e seguranças;
  • funcionários preparados para as manutenções necessárias;
  • preço de acordo com a qualidade do local, seja ele mais alto ou mais baixo;
  • licenças ambientais e de funcionamento emitidas e em dia.

 

barco em marina

 

As duas opções de armazenamento contam com suas vantagens próprias, sendo que cada uma delas pode ser ideal para pessoas diferentes. Gostou do conteúdo de hoje? Ficou com alguma dúvida? Entre em contato com a FS Yachts, estamos sempre prontos para atendê-lo!