Combustível do barco batizado: como identificar?

Compartilhe:

Você já teve algum problema com o combustível da sua lancha? Se sua resposta foi sim, é muito provável que o combustível do barco estivesse batizado. E uma das consequências é causar danos e falhas na embarcação. Isso ocorre por que alguns locais adulteram a gasolina ou diesel com uso de produtos inadequados, que comprometem o desempenho do barco durante a navegação. Combustível do barco batizado: mas como é possível identificar? Para te ajudar, a FS Yachts preparou algumas dicas. Confira a seguir! 

 

Como é o combustível dos barcos brasileiros? 

A legislação brasileira conforme a Agência Nacional do Petróleo (ANP) determina que seja adicionado 25% de álcool ao combustível. No entanto, há lugares que utilizam uma porcentagem maior, o que chamamos de combustível do barco batizado. Uma das consequências desta mistura é acelerar o processo de “apodrecimento” do combustível do barco, tornando ele impróprio. Além, é claro, de prejudicar os componentes do motor da sua lancha. Portanto, é sempre bom estar com o combustível novo no barco. 

 

Combustível do barco batizado: conheça os testes! 

Aqui você vai encontrar dois testes rápidos para testar o combustível do seu barco e garantir que ele é de boa qualidade. Esses testes são caseiros e práticos de fazer. Veja! 

 

Teste 1: do copinho: 

Nesse primeiro teste você vai precisar de um copo plástico descartável. Pegue o copo plástico e insira um pouco de combustível dentro. Espere um tempo, cerca de 20 a 50 segundos, e verifique se o copo está se desmanchando. Quanto mais rápido esse processo acontecer, significa que o combustível do barco é de boa qualidade. Porém, caso essa etapa demore mais tempo para acontecer, o combustível está batizado e pode trazer muitos danos ao motor da sua embarcação. 

 

Teste 2: do copo graduado:  

Esse segundo teste é um pouco diferente, por isso você vai precisar de um copo de vidro graduado. No copo graduado você irá colocar 100 ml do combustível do barco e 100 ml de água. Mas por que a mistura da água? A explicação é simples, pois a água não se mistura com a gasolina, o que permite verificar melhor quando há alguma alteração no combustível. 

No entanto, o álcool presente no líquido, nesse caso, consegue se misturar a água, fazendo com que o líquido transparente aumente. Com isso, a quantidade de mililitros que for aumentando significa a porcentagem de álcool que há no combustível. Se o número for maior que 25%, o combustível do barco está batizado. 

 

Quais danos o combustível batizado pode trazer à embarcação? 

 

1. Problemas no motor 

Um dos principais danos que o combustível batizado do barco pode trazer é ao motor da embarcação. Ao dar partida no motor, pode ser que ele apresente falha, além disso, o seu desempenho durante um passeio, pode não ser o mesmo. Portanto, sempre que isso acontecer procure um especialista para avaliar e fazer a manutenção. 

 

2. Aumento do consumo de combustível 

O combustível batizado do barco causa também o aumento considerado do mesmo. Toda parte de peças que alimentam o motor é afetada com o combustível de má qualidade, com isso, a embarcação consome mais combustível que o normal. 

 

3. Aumento da emissão de poluentes 

Por fim, é importante destacar que o combustível batizado do barco pode ser muito prejudicial ao meio ambiente. Como há mistura de diversos componentes para fazer a adulteração da gasolina, a maioria deles emitem muitos poluentes à atmosfera. 

 

Abasteceu com combustível batizado: o que fazer? 

Caso ocorra de você abastecer a embarcação com gasolina adulterada, a dica é levá-la a um especialista para fazer a retirada de todo combustível batizado do barco. Após, abasteça a lancha novamente de um local de total confiança. 

Atenção: sempre desconfie do combustível muito barato, é bem provável que o produto seja batizado, por isso o valor mais em conta. 

 

Gostou das dicas sobre o combustível do barco batizado? Para conferir mais conteúdos como este, siga a FS Yachts nas redes sociais: Facebook e Instagram. E tenha sempre em primeira mão todas as novidades do universo náutico.

Gasolina ou diesel: qual é o melhor combustível para barco?

Compartilhe:

Se você está procurando por sua primeira embarcação e realizou uma certa quantidade de pesquisas, você já sabe como alguns detalhes – que a princípio não parecem tão relevantes assim – podem fazer toda a diferença. Questões de manutenção, revisão e tamanho, por exemplo, são apenas alguns deles. Outra particularidade significativa, e sobre a qual falaremos hoje, é o tipo de combustível para barco utilizado.

Quando o assunto é motor e combustível para barco, uma visão comum é a de que barcos menores são movidos a gasolina, enquanto os de maior porte, a diesel. Porém, fugindo à regra, algumas embarcações aceitam os dois tipos de motores. E, se este for o seu caso, é de extrema importância conhecer as diferenças entre os dois tipos de combustíveis.

No material que a FS Yachts preparou para você hoje, você verá um comparativo trazendo as principais vantagens de cada combustível para barco. Seja uma lancha movida a diesel ou gasolina, ela terá suas próprias características e benefícios. Com a nossa ajuda, você saberá qual se adapta melhor ao seu uso. Confira abaixo!

 

O melhor combustível para barco – Um comparativo

Para comparar os dois combustíveis da maneira mais clara possível, nada melhor que apresentar os principais pontos positivos e negativos de cada um. Entenda melhor:

 

  • Vantagens da gasolina

Quando falamos em motores a gasolina, o primeiro ponto que vem à mente é o custo. Em média, custam de 40 a 60% a menos que um motor a diesel. Além de mais baratos, eles são também menores. Isso, somado à ausência de mangueira de retorno de combustível, faz com que a montagem seja mais fácil, assim como a manutenção.

Como citamos acima, são mais recomendados para barcos menores. Por serem mais leves, estes motores auxiliam no desempenho e fazem com que as arrancadas tenham velocidade consideravelmente mais alta.

 

  • Desvantagens da gasolina

Em contrapartida, ao mesmo tempo em que motores movidos a gasolina são mais baratos, a gasolina em si é mais cara. Normalmente, pode chegar a 20% a mais em relação ao valor do diesel. A diferença pode ser ainda maior, de acordo com o estado e com o posto onde ela for comprada.

Via de regra, os motores a gasolina são menos resistentes às ações do tempo que um motor a Diesel, tanto pela mecânica quanto pela qualidade do combustível brasileiro. Além disso, não só a gasolina é mais cara, como o consumo do motor é maior, diminuindo a autonomia em cerca de 30% em relação ao diesel.

 

combustível para barco gasolina

 

  • Vantagens do diesel

Da mesma maneira que o investimento inicial é a primeira vantagem que se pensa quando falamos de motores a gasolina, aqui a principal é o preço do combustível propriamente dito. Via de regra, o litro do diesel é mais barato que o da gasolina. Não obstante, o consumo de combustível é até 30% menor nestes motores.

Como seus circuitos de refrigeração são fechados, a água salgada não passa por dentro dos motores a diesel, fazendo com que eles sejam mais resistentes. Por fim, o diesel pode durar até quatro meses parado dentro do tanque, o que corresponde ao dobro do tempo da gasolina.

 

  • Desvantagens do diesel

A esta altura, a grande desvantagem dos motores a diesel já está clara: o custo inicial é maior. Ainda que essa diferença de preço possa se pagar  com o uso (a partir de 600h de uso), a manutenção, outro ponto essencial, também é mais cara (aproximadamente o dobro do preço da revisão de um motor à gasolina).

 

combustível para barco diesel

 

Resumo

 

  • Peso: Um motor 4.5 gasolina 250hp Bravo Three pesa 455kg, enquanto um motor 2.8 diesel 220hp Bravo Three pesa 488kg. Os pesos são muito similares.

 

  • Desempenho: Motores a diesel possuem um torque maior que os motores a gasolina, portanto mesmo com uma potência inferior conseguem ter um desempenho próximo nos quesitos aceleração e velocidade final.

 

  • Manutenção: Os prazos de manutenção dos motores a gasolina e diesel são iguais – a primeira revisão com 50h (ou 6 meses), a 2ª revisão com 100 horas (ou 1 ano), e depois de 100h em 100h (ou 1 em 1 ano). A revisão mecânica de um motor a diesel custa o dobro da revisão de um motor a gasolina.

 

  • Preço: O motor a diesel é mais caro que a gasolina, mas consome menos, e o óleo diesel é mais barato que a gasolina. Se a diferença do preço do combustível estiver em R$1,00 / Litro, será necessário navegar cerca de 600 horas para que o motor a Diesel se pague. Se a diferença do preço do combustível estiver em R$0,50 / litro, será necessário navegar cerca de 1.200 horas para que o motor a Diesel se pague.

 

Por fim, fica claro que o melhor combustível para barco varia em cada caso, dependendo do uso específico de cada um. Lanchas de menor porte e utilizadas com certa frequência se beneficiam mais de um motor a gasolina, enquanto embarcações maiores e com desejo de economia a longo prazo podem encontrar no motor a diesel uma opção mais interessante.

E aí, já sabe qual é o combustível para barco ideal para você? Ficou com alguma dúvida? Entre em contato com a FS Yachts e nós iremos respondê-lo!

Comum ou aditivada: qual a melhor gasolina para o barco?

Compartilhe:

Para contextualizar, é necessário apresentar um breve panorama sobre o mercado de gasolina para o barco no Brasil. Os 4 tipos à venda no País são: Podium, Premium, Comum Aditivada e Comum.

Por determinação da ANP – Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis – a gasolina brasileira sofre adição de 25% de álcool anidro, independente do tipo.

Segundo as distribuidoras, a gasolina tem uma vida útil de 60 dias após a adição do álcool, o que acontece na saída da refinaria. O tempo de transporte da refinaria até o posto somado ao tempo que leva para ser vendida ao consumidor final é de aproximadamente 30 dias.

Após esse tempo, a gasolina inicia um processo natural de oxidação, decantando parafinas (goma) que pode ocasionar acúmulo no sistema de alimentação do combustível.

O excesso de goma implicará em mau desempenho do motor. A oxidação derivada do álcool reagirá com metais, alguns tipos de plástico e juntas de borracha.

 

A Octanagem

Mundialmente, as gasolinas são classificadas de acordo com a octanagem. A octanagem é a propriedade de a gasolina resistir à compressão sem entrar em autoignição, que pode causar danos ao motor.

No Brasil, a octanagem da gasolina para o barco dos tipos comum e premium é equivalente a das gasolinas norte-americanas e europeias.

gasolina para o barco

 

As Gasolinas Comum e Comum Aditivada

As gasolinas comum e comum aditivada, em termos de octanagem, são iguais. Diferencia-se as duas gasolinas pela presença de um aditivo, detergente-dispersante, que promove a limpeza de todo o sistema por onde passa o combustível.

Por recomendação de especialistas em mecânica náutica, esse detergente presente na gasolina aditivada pode prejudicar mais do que ajudar, pois a presença do detergente dissolve e leva toda a sujeira presente da utilização comum do motor diretamente para o filtro de combustível, prejudicando o filtro e o funcionamento do motor.

Portanto, a gasolina aditivada nunca é indicada para uso em motores marítimos.

 

A Gasolina Podium

A gasolina podium também possui adição de detergentes e dispersantes, além de ter a maior octanagem no mercado mundial, superando – inclusive – as do tipo super premium europeias. Além disso, é considerada a mais limpa (menos impurezas) de todas pela baixa concentração de enxofre.

No entanto, na opinião dos especialistas, seu custo não compensa os benefícios em motores marítimos.

 

Qual a Melhor Gasolina?

Segundo especialistas em motores de barcos, a melhor gasolina para motores de embarcações é a gasolina comum, de boa procedência.

Em síntese, independente de seu motor, potência ou tecnologia, utilize sempre a gasolina comum, de boa procedência.

A questão mais importante, como você pode ver, não é o tipo de gasolina para o barco, e sim a manutenção deste. O mais importante é que o motor seja ligado semanalmente por no mínimo 30 minutos e que o tanque seja mantido sempre o mais vazio possível quando parado para evitar o envelhecimento do combustível. Desta forma, dificilmente você terá um problema devido à combustível em sua embarcação.

 

Gostou do nosso conteúdo? Ficou com alguma dúvida?

Para quaisquer dúvidas, comentários e/ou sugestões, sinta-se à vontade e entre em contato conosco! Ficaremos felizes em respondê-lo!
Já conhece as nossas redes sociais? Não deixe de nos seguir no Facebook e Instagram para acompanhar nossas dicas, novidades e promoções.