Píer Flutuante: o que é e quais os tipos

Compartilhe:

Quem já navegou por aí, certamente já viu um píer flutuante e como ele facilita o embarque e desembarque das pessoas, seja em suas lanchas ou outros itens aquáticos.

Essa estrutura é versátil e pode ser construída nas regiões que possuem águas calmas, rios e lagos, por exemplo.

Para as pessoas e famílias que residem próximas ao litoral ou que possuem uma casa para passar as férias, o píer flutuante é uma ótima pedida. Principalmente se você já possui a sua lancha FS ou pensa em adquirir a sua. 

Para entender detalhadamente como ele funciona, siga a leitura conosco e descubra tudo o que você precisa saber sobre essa estrutura.

O que é um píer flutuante?

Essa é uma estrutura que tem como principal objetivo facilitar a entrada e saída das pessoas de suas embarcações. Além disso, o píer flutuante também é conhecido como ancoradouro e atracadouro, e é utilizado para atracagem de barcos tanto no mar como em rios e lagos. 

Ele pode ser construído nos seguintes materiais:

  • madeira
  • aço carbono
  • PRFV (plástico reforçado de fibra de vidro ou plástico com reforço de fibra de vidro)

A depender do material utilizado, o píer flutuante tem uma durabilidade diferente, por isso, na hora de escolher o seu, esse é um ponto a ser avaliado.

Veja + Qual a melhor marca de lancha?

Custo de um píer flutuante

O custo do píer vai variar de acordo com o material utilizado, por isso, se pretende construir um, lembre-se que também vai depender do tamanho e do formato. Atualmente, existem muitos que, inclusive, tem uma instalação mais fácil, o que gera menos custo. 

Pesquise sobre os valores e tenha em mente o que é importante para você para que tenha clareza na hora de adquirir o seu. 

Confira os principais tipos de píer flutuante 

Píer flutuante de madeira: esse é o modelo que mais costumamos ver por aí facilitando a atracagem das embarcações. Chama a atenção devido a sua bela estética.

Píer flutuante de PVC: dentre as vantagens do píer de pvc estão a durabilidade e fácil instalação, e por isso, vem sendo cada vez mais utilizado. Portanto se precisa de um material leve que seja instalado rapidamente, essa é uma boa pedida.

Píer flutuante de concreto: para esse tipo de instalação, é preciso uma equipe especializada no assunto e possui grande durabilidade e resistência.

Píer flutuante modular: essa estrutura pode ser feita em diferentes materiais, tais quais o pvc, polietileno, PRFV, entre outros. Boa alternativa para quem procura praticidade pois a sua instalação é rápida.

Além dos principais tipos, é importante salientar que o píer flutuante pode ter diferentes formatos e dimensões. Logo, na hora de instalar o seu, tudo vai depender da região. Em sua grande maioria, eles ficam em formato de passarela ou plataformas.

Fora ele, também é bastante utilizado os que fazem o desenho do U, do T e no formato quadrado.

Como você pôde notar, esse é mais um detalhe do universo náutico que pode fazer a diferença na sua embarcação e  nos passeios com a sua lancha fs, aproveitando com a família e os amigos. 


Se gostou deste conteúdo e quer ficar sempre por dentro das novidades da FS, acompanhe o nosso canal no Youtube. Lá, você encontra mais informações sobre as nossas lanchas e os seus detalhes.

4 dicas imperdíveis para conservar o barco

Compartilhe:

Quem sonha em ter uma lancha e torna esse objetivo em realidade sabe que a sensação de navegar é única. Poder aproveitar a paisagem e a natureza de um país tão vasto como o nosso é realmente um privilégio. Mas para aproveitar esse sonho, é preciso aprender a conservar o barco.

Afinal, assim como tudo que é bom na vida, também precisa do nosso cuidado para que se mantenha em bom estado.

E com a lancha não é diferente. É preciso ter uma série de precauções com o seu veículo náutico para que ele seja durável e você possa aproveitá-lo ao máximo com toda a segurança e conforto.

Então, nada mais justo do que explorarmos mais sobre esse tema, que é fundamental para o bom funcionamento da sua lancha. Algumas atitudes são simples e podem ser encaixadas na sua rotina tranquilamente, basta organização. 

Quer descobrir como conservar o barco? Então continue por aqui conosco e confira as melhores dicas para conservação da sua lancha, mantendo a vida útil da sua tão desejada embarcação.

4 dicas fundamentais para conservar o barco

1. Limpeza do casco

O casco precisa ser muito bem cuidado na embarcação, pois isso vai impedir que o seu equipamento envelheça mais rápido. Como todas as águas possuem seus próprios níveis de impurezas e sais, o ideal é que haja essa limpeza para que evite qualquer tipo de corrosão a longo prazo.

E para evitar que aconteça perda da vida útil ou corrosão, o ideal é lavá-lo após cada uso. Assim, você consegue conservar o barco e ainda mantém a beleza dele. 

Outra sugestão é lavar toda a estrutura da lancha com detergente suave biodegradável ou neutro, ao menos uma vez por mês. Ao fim, pode passar um bom produto de acabamento, como uma cera de boa qualidade e depois lustrar com uma flanela ou toalha macia seca.

2. Conservando o motor

Como você já deve imaginar, o motor é o coração do barco e também precisa de cuidados determinados. Como por exemplo lavar esse item com água doce sempre que retirar a lancha da água salgada.

E se por acaso passar um tempo sem usar a sua embarcação, não esqueça de ligar o motor a cada quinze dias. Além disso, é importante fazer a manutenção preventiva duas vezes por ano, a cada seis meses. Outro item que também precisa ser trocado regularmente é o anodo de sacrifício. 

Veja + Onde passear de lancha em São Paulo?

3. Atenção à limpeza das peças em inox para conservar o barco

Outra dica fundamental para conservar o barco tem a ver com as peças em inox, pois elas também precisam de cuidados particulares. 

Independentemente do material ser de alta qualidade ou não, a oxidação é um risco devido à exposição à maresia, logo, o ideal é a prevenção a partir da limpeza da peça. Para isso, utilize limpadores de metal específicos para manchas. As peças metálicas também podem ser protegidas com o uso de um óleo específico para isso.

4. Quais materiais nunca devem ser usados em um aço?

  • Palhas de aço
  • Esponjas rugosas
  • Produtos de limpeza à base de cloro
  • Produtos abrasivos

Então, agora que você já sabe como conservar o barco através dessas dicas, terá um veículo resistente por muito mais tempo, aumentando sua vida útil e navegando com muito mais segurança. 

Cuidando da sua lancha, essa experiência fica ainda mais especial, por muito mais tempo. Se gostou deste conteúdo e quer continuar por dentro das novidades da FS Yachts, siga-nos no Instagram e Youtube.