Entenda como cortar onda com barco pequeno

Compartilhe:

Você que adquiriu um barco pequeno e está ingressando agora na vida náutica, precisa de algumas dicas antes de sair navegando. Uma das lições importantes a se aprender é como cortar onda com barco pequeno. Essa é uma manobra de segurança que o piloto precisa tomar para proteger todos a bordo.

 

Como sabemos, no mar também existem regras de trânsito que devem ser respeitadas. As normas de navegação foram criadas para manter a segurança de todos os envolvidos. Você pode conferir algumas dessas regras neste conteúdo aqui.

 

Além das regras de navegação impostas pelo Regulamento Internacional para Evitar Abalroamento no Mar (RIPEAM), existem também técnicas e manobras que os pilotos iniciantes precisam aprender para serem executadas em casos de emergência.

 

Mas, afinal, como cortar onda com barco pequeno?

 

Quem está navegando está sujeito a se deparar com as mudanças da natureza, ventos fortes, instabilidade no tempo, tempestades, grandes ondas, e o piloto, mais do que ninguém, precisa estar preparado para todas essas situações – principalmente se for uma embarcação de pequeno porte. 

 

É sempre mais fácil navegar a favor das ondas, do que contra elas. Mas quando for preciso navegar contra, algumas medidas de proteção devem ser tomadas na hora de cortar onda com barco pequeno, seja por questões de periculosidade, ou desconforto ao quebrar as ondas de frente.

 

A parte da proa da embarcação é feita justamente para cortar melhor as ondas, mas isso em caso de ondas pequenas, caso seja preciso enfrentar ondas maiores com o barco pequeno, o mais indicado é cortar as ondulações em 30 a 45 graus para o lado – sempre com a velocidade reduzida de forma que mantenha a proa bem levantada para que não entre água no barco. 

 

Dicas de como se preparar para uma boa navegação

 

  • Verificar as condições do local onde vai navegar

O primeiro passo antes de iniciar uma navegação é conhecer e coletar o máximo de informações sobre o lugar escolhido para o passeio. Assim o piloto pode analisar e se preparar para as possíveis situações que vai enfrentar.

 

  • Consultar a previsão do tempo

Uma das melhores fontes de navegação para os pilotos, é a previsão do tempo. É a partir dela, que pode-se prever as condições climáticas e assim programar o passeio em segurança. 

 

  • Certifique-se que o barco esteja com a manutenção em dia

Antes de iniciar qualquer navegação é imprescindível que o piloto certifique-se que o barco está com tudo em ordem – motores, geradores, bússola, combustível, entre outros equipamentos de navegação. 

 

  • Segurança a bordo

Mostre a todos os passageiros que estão a bordo, onde ficam os coletes salva-vidas, o kit de primeiros socorros, os extintores e outros itens de segurança. Peça também que permaneçam sentados sempre que o barco for sair ou parar em algum ponto.

 

  • Respeite o limite de velocidade e as leis de trânsito

Conforme já citamos, existem leis de trânsito na água e elas precisam ser respeitadas. Mantenha a velocidade adequada, principalmente quando estiver próximo a outras embarcações. Vale também ler o Regulamento Internacional para Evitar Abalroamentos no Mar (RIPEAM) e as normas da Capitania dos Portos de sua área de navegação.

 

  • Fique atento as outras embarcações

 

Você como piloto precisa estar atento a tudo a sua volta, desde respeitar o espaço dos banhistas, até manter a distância de grandes embarcações – dificilmente elas conseguem visualizar barcos pequenos devido a sua altura. E se avistar outras pequenas embarcações ou barcos de remo, passe em baixa velocidade perto deles, dependendo da força das ondulações pode até virar o outro barco.

 

 

Outra dica valiosa para uma boa navegação, é escolher uma embarcação de qualidade, que proporcione segurança ao seu passeio, assim como a FS Yachts, que segue todas as normas da construção naval, lhe oferece garantia e atendimento de forma exclusiva. 

Agora que você já sabe como cortar onda com barco pequeno e as principais dicas para uma boa navegação, ficou mais fácil navegar, não é mesmo? Se ainda restam dúvidas sobre o assunto, fale com quem entende do assunto – entre em contato com a nossa equipe.

Sempre tome estes 5 cuidados com crianças no barco

Compartilhe:

Passear de lancha com a família é um momento de alegria e entretenimento, principalmente em temporadas de férias. Porém, navegar pelos águas do nosso país não é uma tarefa tão fácil quando pensamos nas crianças. Os cuidados com crianças no barco precisam ser redobrados, já que pode haver algum contratempo. 

 

Mas, essas situações podem ser evitadas. Para isso, basta tomar algumas medidas, como, por exemplo, sempre ter um kit de primeiros socorros na embarcação. Quando bem organizado, ele conterá remédios para enjoo, materiais para curativo, pomada anti-inflamatória e antialérgico. 

 

Para explicar melhor quais os principais cuidados com crianças no barco, a FS Yachts preparou algumas dicas. Confira abaixo! 

 

5 cuidados com crianças no barco 

 

1. Use colete salva-vidas e boias 

 

Quando falamos em cuidados com crianças no barco, o primeiro item que vem à cabeça é o colete salva-vidas. Afinal, seu uso é obrigatório. Para os pequenos, o modelo indicado do acessório de segurança deve ter gola, para, além de manter o equilíbrio da criança, deixar o rosto dela fora d’água em caso de queda. 

 

As boias também fazem parte dos acessórios que não podem faltar na lancha. Elas ajudam na segurança das crianças durante o mergulho. 

 

2. Atenção constante 

 

Um dos principais cuidados com crianças no barco é vigiar cada movimentação dos pequenos. Como eles ficam agitados durante o passeio e querem correr e brincar na embarcação, isso pode ser um risco para que aconteça algum acidente. 

 

Portanto, atenção redobrada! Em caso de ausência sua no local, peça para outro adulto cuidar dos pequenos na lancha. 

 

3. Utilize protetor solar 

 

Durante o passeio de lancha as crianças ficam muito tempo expostas ao sol, por isso o uso do protetor solar é indispensável. De acordo com pesquisa divulgada pela Acobar (Associação Brasileira de Consultores de Barco) a insolação é um dos principais riscos para as crianças em passeios.  

 

Isso porque, em alto mar, as radiações solares são mais fortes, aumentando o risco de queimaduras. Porém, não é apenas o uso do protetor solar que faz a diferença! É fundamental utilizar também roupas leves, chapéus, bonés e óculos. Por fim, o fator do protetor solar deve ser entre 50 ou 60. 

 

4. Ter uma alimentação saudável 

 

A alimentação é outro ponto importante nos cuidados com crianças no barco. Como sabemos, os pequenos adoram comer “besteiras” como salgadinhos, bolachas e frituras. Porém, procure evitar estes alimentos no passeio de lancha, pois eles podem causar enjoos e mal estar.  

 

O indicado é uma alimentação saudável, a base de frutas, legumes e sucos naturais, sem se esquecer, é claro, de beber muita água para ajudar na hidratação das crianças durante o passeio. 

 

5. Evite passeios muito longos 

 

Durante a infância, as crianças têm muita energia e querem a toda hora descobrir novas habilidades e espaços. Portanto, durante o passeio de barco, evite lugares distantes, pois os pequenos podem se entediar com facilidade. Mesmo que a lancha seja confortável, o fato de ficar muito tempo navegando por um mesmo local pode cansar as crianças. 

 

Uma das soluções é procurar alternativas de passeios mais curtos, de preferência com várias paradas para que os pequenos possam brincar, mergulhar e se divertir. 

 

Gostou das dicas? Com certeza, depois desses cuidados com crianças no barco, o passeio em família será muito mais divertido e seguro. 

 

Quer saber mais informações sobre as lanchas da FS Yachts? Entre em contato conosco e veja nossas novidades.