5 atividades para fazer com uma lancha

Compartilhe:

Quem compra uma lancha certamente está pensando em navegar em lagos, rios ou alto-mar, mas nem sempre conhece todas as atividades que é possível fazer com ela. Muito mais do que a navegação, essas embarcações oferecem diversas opções de lazer e entretenimento para os mais variados públicos.

Existem lanchas específicas para atividades distintas e nem todas são propícias para um determinado fim, mas para você conhecer melhor o que uma lancha pode proporcionar para você, seus amigos e familiares, separamos 5 atividades possíveis de se fazer a bordo dessas embarcações. Confira!

 

Festas

Se você gosta de curtir com seus amigos, por que não fazer uma festa em alto-mar? As lanchas maiores são ótimas opções para realizar eventos festivos e oferecer experiências diferenciadas de entretenimento aos convidados.

As festas podem ser realizadas durante o dia ou à noite. Nesse último caso, é válido providenciar uma iluminação especial para a lancha.  Em relação às comidas e bebidas, evite alimentos muito pesados e bebidas muito fortes para não causar enjoo nos convidados. E atente-se para a capacidade máxima de pessoas na embarcação. Para garantir a segurança de todos, é importante respeitar o limite estipulado pelo fabricante.

 

Esportes náuticos

Para a galera que curte aventura e adrenalina, as lanchas também são ideais para a prática de esportes náuticos. O wakeboard e o wakesurf, por exemplo, são boas opções para pessoas de diferentes idades e é garantia de diversão na certa!

Praticar esportes, tanto na água quanto na terra, proporciona ótimos benefícios para nossa saúde física e mental. Mas os esportes náuticos requerem alguns cuidados especiais para evitar acidentes. É importante verificar, sobretudo, se a área é segura para a prática desses esportes e se os equipamentos utilizados estão em boas condições de uso.

 

Pescaria

Para o público que gosta de pescar, as lanchas também são boas aliadas para realizar essa atividade, já que elas podem ir até alto-mar, alcançando bons pontos de pesca. Mas é preciso certificar de que a embarcação oferece condições adequadas para realizar a pescaria.

É importante se atentar ao chão da lancha e garantir que ele fique sempre seco para evitar tombos e escorregões que podem ser provocados durante a atividade. Também, deve-se evitar ao máximo, realizar a pesca com a lancha em movimento, pois os riscos de acidente são maiores.

 

Churrasco

Outra opção para passar bons momentos com amigos e familiares é fazer um churrasco a bordo de uma lancha. O ideal é aproveitar um dia ensolarado ou um final de tarde para realizar essa atividade, ainda mais se vocês passaram o dia na água, já que a fome vai ser maior.

Fazer churrasco na lancha também requer alguns cuidados essenciais: evite usar líquidos combustíveis, pois eles podem acabar escorrendo para o casco, e fique de olho no carvão, como a churrasqueira das lanchas são menores, o consumo de carvão é mais rápido.

 

Jantar romântico

Para casais apaixonados que desejam curtir um momento a dois e fazer um programa diferenciado, um jantar romântico na lancha é uma boa pedida. Uma noite romântica em alto mar certamente irá proporcionar momentos especiais e será inesquecível para ambos.

Para o jantar ficar ainda mais perfeito, vale a pena contar com uma decoração e iluminação especial para garantir um clima mais intimista. Caprichar na bebida e na comida também é fundamental!

Lembrando que dependendo do seu objetivo principal e de qual atividade pretende realizar com mais frequência, o melhor a se fazer é optar por uma lancha específica para esse fim. E aí, que tal adquirir sua lancha e aproveitar todos os benefícios que ela pode te proporcionar?

Acesse nosso site, conheça nossos modelos de lancha e escolha o que mais combina com você. Se ainda está em dúvida, entre em contato conosco. E não deixe de nos seguir no Facebook e Instagram para ficar por dentro de nossas dicas, novidades e conteúdos exclusivos!

As 6 perguntas que você deve fazer na hora de escolher uma nova lancha

Compartilhe:

A embarcação é muito mais que um veículo, é um bem que lhe permite usufruir ao máximo do lazer na água, que deve oferecer conforto e segurança ao marinheiro e seus tripulantes. Por isso, procurar por uma nova lancha não é uma tarefa fácil.

Embora existam mais de 100 estaleiros no Brasil, cerca de 90% destas empresas são consideradas fabricantes amadoras, ou seja, produzem poucas embarcações por ano, em caráter experimental, sem critérios técnicos de construção, e acabam por entregar experiências muito insatisfatórias a quem arrisca investir seu dinheiro nestas empresas.

Queremos ajudá-lo a fazer as perguntas certas quando estiver buscando uma nova lancha, para que sua nova embarcação lhe traga satisfação e diversão garantida:

 

1. Há quanto tempo o estaleiro existe?

– Todo ano, surgem cerca de 5 novos fabricantes de embarcações de passeio, ao passo que cerca de 5 empresas também fecham. Portanto, a cada feira náutica surgem embarcações que não existiam nas últimas edições do evento. Sugerimos que restrinja sua busca por empresas que tenham, no mínimo, 10 anos de experiência na fabricação de lanchas.

 

2. O estaleiro possui um setor de assistência técnica e peças de reposição?

– Embarcações geram manutenção. É essencial que você tenha a quem recorrer sempre que tiver um problema com algum componente, uma avaria acidental em algum acessório e até mesmo a necessidade de um retoque de pintura ou de informações sobre a utilização correta da embarcação. Poucos estaleiros oferecem um serviço adequado de pós-venda, sugerimos que utilize esta característica como um pré-requisito em sua busca.

 

3. Quantas embarcações o estaleiro já fabricou?

– Não seja cobaia. Se o estaleiro fabrica poucas embarcações por ano e tem poucas unidades navegando, ele ainda está em processo de aprendizagem a respeito do que funciona e do que não funciona na embarcação, e você será aquele que irá descobrir quais são os problemas. Sugerimos que filtre sua busca por estaleiros que fabriquem ao menos 100 embarcações por ano, e que já tenham ao menos 1.000 barcos navegando.

 

4. O estaleiro exporta?

– Se o estaleiro atualmente exporta suas embarcações, este é um forte indicativo de que segue normas técnicas rígidas na construção de suas embarcações, ao ponto de obterem aceitação de países mais exigentes que o Brasil em critérios de qualidade. Busque estaleiros que já exportem suas embarcações.

 

5. A marca é consagrada e os produtos tem liquidez?

– É muito tentador adquirir uma embarcação de um estaleiro iniciante, que ainda não tem representatividade de mercado, mas que oferece embarcações com preços até 30% mais baixos que a média. Porém, embarcações desconhecidas possuem liquidez quase nula, e desvalorizam duas vezes mais rápido que embarcações de marcas reconhecidas. Enquanto barcos consagrados desvalorizam cerca de 15% no 1° ano, e 7,5% nos anos consecutivos (ligeiramente menos que automóveis), as embarcações “elefante branco” chegam a desvalorizar 30% no 1° ano, e no 2° ano de uso já valem cerca de 50% do valor originalmente pago.

 

6. A empresa participa de Boat Shows?

– O São Paulo Boat Show e Rio Boat Show são as maiores vitrines do mercado náutico brasileiro, assim como o Salão do Automóvel é a vitrine do setor automotivo. Um bom filtro na escolha de uma empresa sólida é buscar aquelas que participam há anos dos Boat Shows.

 

Quer saber mais? Entre em contato conosco!

Comprar uma lancha ou jet ski? Saiba os prós e contras de cada um

Compartilhe:

Talvez o questionamento mais recorrente de pessoas que estão começando a jornada no mundo náutico seja o da lancha ou jet ski. A verdade é que, como em tantos outros aspectos deste círculo, a resposta irá depender do perfil da pessoa e de qual será o principal uso do veículo.

Enquanto as lanchas são comparadas aos carros, os jet skis, também chamados de motos aquáticas, costumam ser relacionados às motos. É conhecendo esta diferenciação que cabe a você, baseando-se no seu uso ou da sua família, decidir qual das duas opções será capaz de suprir necessidades com maior eficiência.

Pensando nisso, a FS Yachts trouxe para você hoje um pequeno guia sobre o assunto. Nele, destacamos as principais características de cada um, além dos prós e contras e como eles influenciam os passeios. Com esta ajuda, ficará muito mais fácil decidir, entre lancha ou jet ski, o que é o ideal. Confira!

 

Principais características dos jet skis

Da mesma maneira que a moto, veículo que usamos como comparação neste caso, jet skis são a opção perfeita para uma ou duas pessoas, oferecendo também o lazer radical, dedicado à agilidade e velocidade. Acompanhe a lista com as principais características dos jet skis abaixo:

  • Por serem menores e mais leves, os jet skis são veículos mais rápidos que os barcos;
  • Os motores utilizados em jet skis, chamados de jet drive, não possuem hélice, o que permite que eles naveguem em águas mais rasas. Isto é mais um fator que contribui com a velocidade elevada;
  • Rebocar um jet ski no carro é um processo muito mais fácil que rebocar outros tipos de embarcações.

 

lancha ou jet ski

 

Principais características das lanchas

Uma lancha, por sua vez, oferece maior conforto e uma alternativa de lazer para um número maior de pessoas, como casais, grupos de amigos e famílias. Conheça as principais características de um barco:

  • Lanchas menores, conhecidas como lanchas de entrada, podem oferecer um espaço considerável. Uma FS 180, por exemplo, que custa o mesmo preço que a maioria dos jet skis, é capaz de receber até 7 pessoas;
  • A autonomia de uma lancha é maior que a de um jet ski. Na prática, isso quer dizer que ela vai mais longe;
  • Se você gosta de pescar ou praticar outras atividades como mergulho, as lanchas possuem o espaço ideal para guardar os acessórios necessários;
  • Até mesmo lanchas de pequeno porte podem contar com banheiros e cabines, o que oferece conforto aos tripulantes;
  • Lancha ou jet ski? Se você busca uma navegação no mar mais tranquila, os barcos são perfeitos. Devido a seus costados altos, o impacto das ondas é menor, além da entrada de água à bordo ser evitada.

 

lancha ou jet ski

 

Lancha ou jet ski – um comparativo prático

Para deixar o assunto ainda mais claro, a FS Yachts preparou para você uma tabela de comparação, a qual traz diferentes atributos de dois modelos de jet ski e um modelo de lancha. Veja:

 

lancha ou jet ski tabela

 

Com todas estas informações, você conseguiu decidir se prefere lancha ou jet ski? Deixe seu comentário abaixo e compartilhe conosco sua opinião sobre cada um deles! Acompanhe também nossas redes sociais! Nós estamos no Facebook e no Instagram!

5 cuidados que você precisa ter ao avaliar uma lancha usada

Compartilhe:

Para quem está ingressando no universo náutico e quer conhecer melhor os prazeres que a navegação proporciona, comprar uma lancha usada por ser uma boa opção para essa primeira experiência. As lanchas usadas apresentam a desvalorização do preço como sua principal vantagem comercial, além de, normalmente, já possuir acessórios e itens de segurança obrigatório instalados.

Mas na hora de avaliar uma lancha usada, é preciso ficar de olho em alguns critérios para não se arrepender depois de realizar a compra. Como essas embarcações já foram utilizadas, corre-se o risco de que elas apresentem algum defeito, interna ou externamente. Por isso, atente-se ao histórico da lancha e sempre verifique a procedência da embarcação.

Para não cair em uma cilada, nós separamos alguns cuidados que você deve ter ao comprar uma lancha usada. Confira!

 

Motor e rabeta

Como peça fundamental para o bom funcionamento de uma embarcação, o motor é um dos itens essenciais que devem ser verificados na hora de comprar uma lancha usada. Antes de tudo, verifique se o motor não está fazendo ruídos anormais ou realizando uma força atípica para funcionar. Se nada disso estiver acontecendo, é um bom sinal. Mas lembre-se, também, de verificar a pressão do óleo e a temperatura do motor, além de conferir se a rotação máxima está funcionando de acordo com o especificado pelo fabricante. É muito importante que todos esses testes sejam feito na água, e não somente no seco. O indicado é que leve um mecânico com conhecimento em motores de barcos para lhe acompanhar durante o teste da embarcação. Verifique se todos os instrumentos analógicos (e, caso tenha computador de bordo, o digital) para aferir se todos estão funcionando. E não se esqueça de analisar a parte de fora do motor. É importante verificar se a pintura está com boa aparência, se há riscos, bolhas, etc.

 

Caixa de direção, timão e comando

Uma direção de qualidade garante segurança e tranquilidade na hora de navegar com sua lancha. Atente-se para possíveis vazamentos na caixa de direção que podem acabar comprometendo a pilotagem da embarcação. Verifique o raio de giro e se o grau de rotação é o mesmo para os dois lados, e se o timão está leve e de fácil controle. O comando do motor deve estar bem ajustado, sem dificuldade para engatar tanto o motor à frente como a ré, e o trim deve estar funcionando corretamente.

 

Sistema elétrico

Se não estiver em bom estado, o sistema elétrico de uma lancha usada por causar muitos problemas e gerar gastos extras. Portanto, examine todos os componentes do sistema elétrico, bem como do sistema de propulsão. É importante observar se os fios estão presos e encapados, se a bateria está com carga (e mantendo a carga após carregada) e em bom estado, e se os componentes eletrônicos (gerador, ar condicionado, sonar, gps, rádio vhf, som mp3, alto-falantes, luzes, guincho elétrico, ventilador, flaps, geladeira, inversor, tv, microondas, entre outros) apresentam um bom funcionamento.

 

Casco

Analisar o exterior de uma lancha usada também é fundamental para garantir uma compra segura. Nesse caso, o casco é o principal elemento que deve ser inspecionado. Analise atentamente o casco, certifique-se de que não há nenhuma fissura ou trinca pelas quais possa passar água e, em caso de embarcações maiores, verifique se a pintura anticracas está em dia. Analise, principalmente, toda a parte do casco que fica embaixo d´água, tanto as laterais, como o fundo da lancha. É importante assegurar que não há nenhuma possibilidade de passagem da água para o interior da embarcação, uma vez que isso pode causar problemas mecânicos graves e até mesmo ocasionar um naufrágio.

 

Hidráulica

A hidráulica é outro item que você precisa dar atenção. Verifique todas as conexões hidráulicas da embarcação, se não há vazamentos, em especial nas saídas e entradas que ficam abaixo da linha d’água. Importante, também, verificar as mangueiras e braçadeiras da lancha.

Se você é novo no universo náutico, contar com especialistas na hora de comprar uma lancha usada faz toda a diferença. Somente com profissionais capacitados e que realmente entendem do assunto, é possível escolher uma embarcação que realmente irá te proporcionar momentos de lazer e descontração.

Conheça nossas lanchas seminovas e revisadas pelo estaleiro. Ainda tem dúvidas? Entre em contato conosco. Iremos te ajudar a escolher a melhor lancha para você!

Saiba quais são os 5 tipos de lanchas mais fabricados no Brasil

Compartilhe:

O Brasil abriga excelentes estaleiros que fabricam os mais diversos tipos de lanchas, cuidadosamente pensados para todos os gostos e usos. Para se ter uma ideia mais clara do que estamos falando, alguns exemplos dos tipos de lanchas mais comuns são: passeio, pernoite e pesca.

Acompanhe o roteiro pelos tipos de lanchas que trouxemos abaixo, saiba quais são os mais fabricados por aqui e veja qual deles se adequa melhor aos seus planos!

 

Os 5 tipos de lanchas mais fabricados no Brasil

 

Lanchas de passeio (pequeno porte)

Tamanho: de 16 a 30 pés

Preço: de R$40 mil a R$500 mil

Quantidade: 78,3% das lanchas brasileiras

 

Começamos com o tipo mais comum: a grande maioria das lanchas brasileiras são de pequeno porte. Ainda que o principal motivo seja o preço, elas também por oferecem muita flexibilidade de uso: podem ser utilizadas para passeios em rios, lagos, represas, e no mar (em regiões próximas as praias).

Nesta categoria, existem tanto as lanchas de proa aberta como as lanchas cabinadas. As de proa aberta oferecem mais espaço a bordo para passeios diurnos, enquanto as cabinadas oferecem um espaço protegido, e podem contar com cozinha e banheiro.

As embarcações de pequeno porte também são excelentes para prática de esportes aquáticos (wakeboard, esqui, wakesurf, slalom, etc.), e até mesmo para pesca, porém mantendo o conforto de uma lancha de passeio.

Um detalhe importante é que as lanchas até 23 pés podem ser rebocadas em carretas rodoviárias. Isso quer dizer que elas podem ser engatadas no carro e levadas para onde desejar.

 

tipos de lanchas pequeno

 

Lanchas de passeio e pernoite (médio porte)

Tamanho: de 30 a 50 pés

Preço: de R$500 mil a R$5 milhões

Quantidade: 21,4% das lanchas brasileiras

Muitos dos estaleiros do Brasil fabricam lanchas desta categoria, destinadas para passeios longos e travessias. Elas oferecem excelentes acomodações até mesmo para quem busca passar longos períodos e até mesmo realizar travessias a bordo.

A maioria das embarcações deste porte possuem 2 (ou mais) motores (também chamado de “parelha” de motores), para os que buscam fazer passeios longos e correm o risco de ter algum problema com um dos motores em alto-mar.

Neste tamanho são oferecidas, inclusive, lanchas offshore: embarcações estreitas, supermotorizadas, feitas para correr e navegar com excelência em alto-mar, mesmo que se abra mão do conforto para isso.

É comum também nestes barcos o uso de ar-condicionado na cabine e nos quartos, churrasqueira elétrica, chuveiro com água quente, freezer, geladeira, cozinha com fogão e diversos outros acessórios que aumentam ainda mais o conforto a bordo. Além disso, costumam ter gerador de energia, para não depender somente das baterias do barco.

 

 

 

Lanchas customizadas de grande porte / Iates

Tamanho: 50 pés ou maior

Preço: de R$5 milhões a R$10+ bilhões

Quantidade: 0,3% das lanchas brasileiras

Apresentando as maiores e mais luxuosas embarcações, esta categoria possui os números mais impressionantes. A maior lancha da categoria, a Azzam, possui comprimento de 180 metros (590 pés), mais de 50 suítes e fica ancorada nos Emirados Árabes Unidos.

São embarcações que, na prática, não apresentam tantos diferenciais a mais que as embarcações de médio porte em termos práticos. Possuem, da mesma forma, luxuosos quartos, camas, banheiros e gerador de energia. Porém, tudo em porte muito maior, com mais espaço e mais conforto.

 

Lanchas de pesca

Tamanho: até 40 pés

Preço: R$5 mil até R$2 milhões

As lanchas de pesca podem ser construídas em alumínio ou fibra de vidro. As embarcações menores (até 25 pés) geralmente são de alumínio, utilizadas para pesca em rios e lagoas e com motores que variam entre 3.3hp a 150hp.

As lanchas acima de 25 pés são construídas em fibra de vidro, e podem ser utilizadas tanto para pesca em águas abrigadas como para pesca oceânica, equipadas com 2 ou mais motores de popa e possuem uma grande quantidade de eletrônicos como GPS e Sonar, os quais facilitam a navegação e ajudam a encontrar os melhores pontos para a pesca.

Note que a embarcação específica para pesca é excelente para a prática dessa modalidade, mas para isso, abre mão de alguns itens de conforto. Saiba mais no comparativo (saiba mais em nosso ebook….)

 

Lanchas para esportes aquáticos de alta performance

Tamanho: até 25 pés

Preço: de R$200 mil a R$1 milhão

As lanchas de esportes aquáticos são construídas para alcançar a melhor performance possível na prática de wakeboard, esqui e outros esportes. Algumas possuem acessórios como o “Power Wedge”, uma espécie de flap em aço inox instalada na popa da embarcação.

Ele serve para controlar e melhorar a qualidade da marola, permitindo que seja praticado até mesmo o wakesurf na lancha, um misto de wakeboard com o surf, no qual o praticante pega a onda bem próxima ao barco, sem cabo.

Com comando no painel, os acessórios da lancha de wakeboard podem ser regulados para aumentar o tamanho da marola produzida pela lancha, personalizando para cada praticante. Por causa de suas bordas baixas, estas embarcações são encontradas somente em águas abrigadas.

 

 

E estes são os tipos de lanchas mais fabricados no Brasil. Descobriu qual é a embarcação certa para você? Caso tenha qualquer dúvida, entre em contato com a FS Yachts e nós iremos respondê-lo!