Como preparar o barco para o verão

Compartilhe:

A época do ano mais aguardada pela maioria das pessoas está chegando: o verão. Temporada essa de aproveitar as altas temperaturas para preparar uma viagem em família, um passeio entre amigos, usufruir das belas praias brasileiras, e claro, desfrutar alguns momentos de lazer ou realizar a prática de esportes náuticos com sua lancha. 

A estação chega no próximo dia 22 de dezembro, por isso é importante preparar o barco para o verão e estar com a revisão e todos os acessórios em dia, principalmente se sua lancha ficou atracada durante o inverno. Desse modo, aproveitar cada minuto que sua embarcação pode proporcionar será mais satisfatório. 

 

Mas, afinal, como preparar o barco para o verão? Para responder essa questão a FS Yachts criou esse conteúdo. Aqui, você pode conferir algumas dicas para deixar a lancha em ordem para uma navegação tranquila e segura durante os três meses de altas temperaturas. Acompanhe abaixo! 

 

Dicas para preparar o barco para o verão 

 

1. Faça uma avaliação da parte mecânica e elétrica 

Assim como ocorre com os automóveis que necessitam de revisão periódica, em especial, no verão, quando são utilizados para as viagens e passeios constantes, com as lanchas não é diferente.

Preparar o barco para o verão significa realizar uma avaliação da parte mecânica e elétrica da embarcação. 

Rolamentos, sistema de refrigeração do motor, motor de arranque, níveis do filtro de óleo e combustível e saúde da bateria são alguns dos itens que precisam ser revisados antes de navegar com a lancha.

Além disso, é importante manter as revisões periódicas do motor em dia de acordo com o seu manual.  

 

2. Realize a limpeza da embarcação

Entre os fatores fundamentais para preparar o barco para o verão está a sua limpeza. É essa característica que ajuda sua lancha a estar sempre conservada, com uma vida útil maior e a estética impecável. 

Depois de uma temporada com a embarcação parada – como é comum acontecer durante o inverno – faça a higienização completa, limpando os vidros, o casco e finalize passando sobre o local cera náutica, silicone ou massa polidora, todos os produtos próprios para lancha. 

Para saber com detalhes como fazer a limpeza do seu barco, nós temos um texto dedicado ao tema, que você confere nesse link

 

3. Procure um profissional para fazer a revisão 

Para ter certeza que o serviço executado é de confiança e que você não terá prejuízo com sua lancha durante a alta temporada, a revisão deve ser prestada por uma empresa ou profissional especializado. Com isso, é possível ter todas as etapas de manutenção realizadas com responsabilidade e que os produtos usados não irão danificar a embarcação. 

 

Atenção: o recomendado é que ao preparar o barco para o verão, os serviços sejam feitos com antecedência, meses antes da temporada começar, pois ao deixar a manutenção para última hora, uma das consequências é ter problemas com o tipo de serviço efetuado às pressas, sem a qualidade necessária. 

 

Agora que você já sabe como preparar o barco para o verão. Que tal saber mais informações sobre os modelos de lanchas da Fs Yachts? Siga nosso Facebook e Instagram e confira as novidades.

A FS 205 pode ser o seu primeiro barco!

Compartilhe:

A escolha do primeiro barco é um processo importantíssimo na vida de quem é iniciante no mundo náutico. É necessário avaliar diversos pontos e optar pelo modelo que tenha mais a ver com o uso que será dado para a embarcação. Hoje nós te apresentaremos uma opção de primeiro barco.

 

É a FS 205! No restante do texto você poderá conhecer mais detalhes sobre ela e ver por que ela pode ser a lancha perfeita para você. Confira!

 

Conheça a FS 205

 

Com seu tamanho de 20 pés, a 205 traz toda a sofisticação de uma FS com a simplicidade de sua construção. Considerada um modelo “pequeno”, ela acomoda 8 pessoas, possui um casco em V que permite navegar tanto em águas abrigadas quanto em mar aberto e espaço interno invejável. Facilitando o transporte e, por consequência, a navegação, o modelo pode ainda ser facilmente levado por uma caminhonete.

Todas essas características da FS 205 mostram como o conceito de pequeno é muito relativo e é possível ter uma grande lancha de 20 pés.

Outro fator característico — e que já virou um dos grandes diferenciais da FS — é o perfeito e impecável acabamento do modelo. Materiais em aço inoxidável, parabrisas em alumínio e vidro e diversos outros componentes fazem dele uma embarcação atraente e de qualidade aparente e estrutural superior.

 

Especificações técnicas

 

Se você já entende um pouco mais a respeito de embarcações — seja por já ter uma ou por ter pesquisado profundamente antes de escolher o primeiro barco —, sabe a importância de conhecer as especificações técnicas de um modelo antes de tomar decisões, certo?

Dependendo de certos aspectos, uma lancha pode ser mais indicada para uma atividade a qual você não pretende praticar, fazendo com que outro modelo seja melhor para seu caso. Pequenos detalhes podem fazer toda a diferença. Confira as especificações técnicas da FS 205:

 

Categoria

 

  • Tipo de embarcação: Proa aberta
  • Categoria: Lancha de uso recreativo e passeio
  • Estaleiro: FS Yachts
  • Local de fabricação: Biguaçu – Grande Florianópolis/SC

 

Motorização

 

  • Tipo: Motorização de popa
  • Potência mínima: 90 hp
  • Potência máxima: 175 hp
  • Combustível: somente gasolina
  • Consumo médio em cruzeiro: 13 litros/hora

 

Dimensões

 

  • Comprimento: 6,10m
  • Boca/largura máxima: 2,32m
  • Altura na carreta: 2,40m
  • Calado: 0,40m
  • Peso do casco (sem motorização): 750kg

 

Capacidades

 

  • Capacidade de combustível: 100 Litros
  • Capacidade de água doce: 28 Litros
  • Capacidade de pessoas (dia): 1 tripulante + 7 passageiros
  • Capacidade de pessoas (pernoite): N/D

 

Avaliação da Revista Náutica — uma ótima opção de primeiro barco

 

No ano de 2013, a Revista Náutica, em sua edição de número 301, testou e publicou sobre a FS 205. No dia do teste, as condições eram de um mar calmo — com ondas de 0,5m e ventos de 4 nós. 2 pessoas estavam a bordo de um modelo com motor de popa de 115 hp.

Entre tantos outros destaques dados para a embarcação, a Revista Náutica escreveu uma chamada que dizia que “além de um casco bonito, moderno e que navega bem, esta nova lancha da FS Yachts tem preço atraente e tamanho certo para quem busca o primeiro barco.”

 

Se você quiser ver tudo isso na prática, não deixe de assistir o vídeo de teste do modelo no nosso canal no YouTube. Você pode acessá-lo através deste link.

 

Gostou da FS 205 e quer a sua? Então entre em contato conosco e faça já seu orçamento!

7 dicas de como testar o barco antes de comprá-lo

Compartilhe:

Realização de sonho, oportunidade de lazer com a família e amigos e prática de esportes são as principais características buscadas com a compra da primeira lancha. No entanto, antes de realizar a compra da embarcação, é preciso tomar alguns cuidados para que você não tenha prejuízos depois; o primeiro deles é testar o barco. 

Assim como antes de adquirir um automóvel existe o test-drive, para compra de uma lancha não é diferente. Ao testar o barco é possível perceber a potência do motor, conhecer a marca, seus acessórios, tipo de combustível, enfim, como a embarcação se comporta enquanto navega.

Ao saber todas essas informações é viável realizar uma compra segura, tendo a certeza de ter feito uma boa aquisição. Lembrando, claro, de procurar uma empresa confiável e com reconhecimento no mercado náutico, assim como a FS Yachts.  

 

Para que você entenda quais características levar em conta na hora de testar o barco antes de comprá-lo, a FS separou 7 dicas importantes. Confira o que cada uma diz, abaixo! 

 

Vale citar: Antes de testar o barco na água é importante saber que deve-se levar poucas pessoas para realizar o teste. Deste modo, com a embarcação menos pesada é possível sentir a força e desempenho da lancha. 

 

Principais dicas para testar o barco antes de comprá-lo

 

1. Tempo de velocidade de planeio

A primeira etapa para testar o barco antes de finalizar a compra é verificar o tempo de velocidade de planeio, que nada mais é do que o tempo que a embarcação leva para planar sobre a água.

Para isso, pare o barco e após todos os passageiros estarem seguros, coloque a aceleração máxima e veja se o barco sofre muito para atingir o planeio. Se sim, provavelmente a embarcação não está configurada com uma motorização adequada ou então que a própria navegação não seja a indicada. 

 

2. Teste de direção

Para realizar esse e os demais testes antes de adquirir um barco o indicado é que a lancha esteja em velocidade de cruzeiro (velocidade ideal para determinado percurso, no qual é possível manter ela máxima e constante) para uma melhor avaliação da embarcação.

Para testar o barco em relação à direção é importante verificar se o timão não está puxando a lancha muito para um lado ou para outro. Caso isso não aconteça, solte a direção por alguns instantes e veja se a embarcação se mantém firme. 

O barco estável, que não apresenta variações, significa que está em equilíbrio tanto o seu casco, motor ou passo de hélice. No entanto, se o barco pendular para lado ou outro, a embarcação pode necessitar de ajustes. Portanto, procure por um barco que não conte com essas ocorrências. 

 

3. Teste de adernamento

O adernamento significa o barco pendular de um lado para o outro quando há movimentação dos tripulantes.

Por isso, quando for testar o barco, peça para que os passageiros se movimentem na lancha de um bordo para outro. Caso não haja variações, significa que o casco está bem desenhado, equilibrado e testado. 

O excesso de adernamento compromete não somente o desempenho e conforto do barco, como também pode causar enjoo e insegurança nos passageiros.

 

4. Curvas

Para testar o barco neste item o indicado é fazer curvas abertas e fechadas para analisar como a lancha se comporta durante as curvas. O ideal é que ela se mantenha firme na curva, com o leme sempre “na mão” e sem gerar uma sensação de que o barco irá virar.  

 

5. Consumo

Antes de comprar uma embarcação é fundamental saber seu consumo de combustível. Nesse caso, consulte o site www.boat-fuel-economy.com para apurar o tipo de motor do barco que você deseja adquirir e quanto ele consome de combustível por litros/horas. Se ele for igual ou menor ao recomendado, o consumo está correto. 

 

Curiosidade: Caso o barco que você esteja olhando seja mais antigo e possua um motor de 2 tempos carburado, saiba que ele irá consumir quase que o dobro do que um motor 4 tempos (mais moderno e da mesma potência), além de óleo também.  

 

6. Teste de mar

O teste de mar serve para avaliar a qualidade do casco em um mar mais agitado, com mais ondas. O objetivo é direcionar o barco contra, a favor e lateralmente com as ondas, para sentir como ele se comporta nas diferentes possibilidades de uma navegação. 

 

7. Distribuição de peso a bordo com barco parado

O último tópico para testar o barco antes de comprá-lo é saber como ele age quando está parado com pessoas a bordo. Esse é o mesmo teste feito quando a embarcação está no mar, tem o mesmo objetivo. Logo, faça a distribuição das pessoas de um lado e do outro da lancha para saber se o barco não apresenta grandes variações. 

 

Agora que você já sabe o que levar em conta na hora de testar o barco antes de comprá-lo, que tal conhecer os modelos da FS Yachts? Siga nosso Facebook e Instagram e confira as novidades!

Trocar de lancha: como fazer a melhor escolha

Compartilhe:

Depois de alguns anos da compra do seu primeiro barco, você percebe que está na hora de trocar de lancha. Seja porque agora seu objetivo é de fazer algum esporte náutico, porque necessita de uma embarcação maior para curtir os momentos de lazer com a família ou qualquer outra razão.

Independente do motivo é fundamental ter os objetivos bem claros para você não errar na escolha. Por isso que no texto de hoje a FS Yachts preparou algumas características que precisam ser levadas em conta na hora de trocar de lancha. Confira as quatro principais abaixo!

 

4 dicas importantes na hora de trocar de lancha

 

1. Qual será o uso da nova lancha?

Como ocorre na compra do primeiro barco, na hora de trocar de lancha é preciso ter em mente para que situações ela será usada: passeio, esporte, entre outros. Para cada caso há um modelo específico de embarcação, que atendem todas as necessidades. 

Para os passeios, por exemplo, a lancha, não necessariamente precisa de um motor com mais potência, porém, em contrapartida, o barco necessita ser maior para receber a família e amigos. 

No caso das lanchas para esporte, a potência do motor e o seu modelo podem ser fundamentais para garantir o bom desempenho do barco, principalmente em esportes como wakeboard e esqui. 

Logo, antes de trocar de lancha, tire todas as suas dúvidas sobre a nova embarcação, tanto características quanto potência e finalidades.

 

2. Tire suas dúvidas sobre os modelos

Para trocar de lancha e não errar na escolha o segredo está em perguntar todas as informações sobre o modelo que você procura. Como, nesse caso, você já possui uma embarcação, provavelmente já conhece o que deve ser levado em conta.

No entanto, questione dúvidas que na outra compra não foram feitas, seja seus acessórios, motor que a compõe, qual o combustível, valor e, principalmente, a procedência do fabricante. Assim é possível ter certeza que você não está fazendo um investimento inadequado.

 

3. Opte pelo local que faça uma avaliação justa do seu barco antigo

Assim como quando você decide pela troca do automóvel e precisa tomar alguns cuidados na hora de escolher outro modelo, trocar de lancha não é diferente, principalmente se a sua lancha antiga entrar no negócio.

Portanto, antes de decidir pela mudança, estude o mercado, veja como ele está avaliando sua embarcação antiga (de acordo com seu estado de conservação), se corresponde com o que você imagina. 

Pode ser interessante também contratar um profissional para que ele inspecione a sua lancha e, quando você for fazer a troca, tenha uma melhor noção do preço de mercado dela. 

 

4. Onde você deseja navegar 

Outro ponto que merece destaque na hora de trocar de lancha é saber o local onde você deseja navegar. Há diversas embarcações disponíveis no mercado, algumas específicas para navegação no mar, rio ou lago e outras que atendem todas as necessidades.

Deste modo, quando for escolher a lancha para troca, especifique o ambiente onde ela vai ser usada para garantir uma compra satisfatória.

 

Gostou das dicas? Está pensando em trocar de lancha? Entre em contato conosco e confira os modelos de lanchas FS Yachts. Temos a embarcação perfeita para você!

3 dicas para escolher a âncora da sua lancha

Compartilhe:

Ao escolher um automóvel é preciso alguns cuidados na hora de optar pelos acessórios que  irão compor o carro, não é mesmo? Pois bem, com a lancha não é diferente. Os acessórios, além da estética que propiciam, são parte importante para o bom desempenho do barco. Um desses objetos que merecem atenção é a âncora.

A âncora é um item fundamental, pois proporciona às pessoas a bordo mais segurança no momento da ancoragem da lancha, permitindo também que a embarcação não seja levada pelo vento ou correnteza.

Por isso, a âncora é um objeto obrigatório no barco. Conforme as normas estabelecidas pela Marinha do Brasil, as embarcações de médio porte, por exemplo, devem contar, no mínimo, com uma âncora de 20 metros de cabo ou amarra.

Apesar de ser um item importante nas lanchas, é comum surgirem dúvidas quanto ao tipo de âncora. Porém, para que você compreenda melhor o assunto, a FS Yachts te conta agora dicas do que levar em conta na hora da escolha. Confira!

 

Quais os principais modelos de âncora para lancha?

 

Âncora do tipo Almirante

Esse é o modelo de âncora mais conhecido, criado há mais de 200 anos, em meados de 1800. Porém, hoje é pouco utilizado nas lanchas por causa do seu peso e tamanho, mesmo sendo recomendada para locais onde haja muitas pedras.

 

Âncora do tipo Bruce

Desenvolvida há mais de 40 anos, esse é o modelo mais encontrado nas lanchas brasileiras devido seu desempenho em relação a resistência e peso.

 

Âncora do tipo Danforth

Um dos modelos mais novos de âncora é o tipo Danforth. Em relação a resistência e peso são as mais recomendadas, pois quando em uso conseguem dar mais segurança para a embarcação enquanto ancorada.

A âncora do tipo Danforth é ideal para reserva do modelo que vem no barco, sendo utilizada em caso de urgência. Além disso, não deve ser usada em longas paradas com a embarcação, apenas para assegurar que a lancha não gire livremente.

 

Âncora do tipo Arado

Inventada em 1930, a âncora do tipo Arado conta com sua ponta feita com chumbo, material que permite que sua ponta penetre melhor na ancoragem da lancha.

 

Âncora do tipo Rocna e Spade

Modelo que vem ganhando força no mercado, a âncora do tipo Rocna e Spade é de fácil lançamento e recolhimento, além de se encaixar em qualquer proa. Nos testes realizados no segmento é um dos modelos que se destacam pela qualidade.

 

Como escolher a âncora ideal para minha lancha?

 

1. Saber o lugar onde você irá ancorar

Para saber qual o modelo ideal para sua lancha é fundamental saber o tipo de ambiente (fundo do mar e rio) que você irá ancorar a embarcação. Se é muito fundo ou apresenta pedras e outros intempéries. Depois de escolhido o local é possível observar a âncora que mais se encaixa no seu objetivo.

 

2. Qual modelo apresenta melhor resistência

A resistência é outro item que deve ser observado na hora de escolher a âncora da sua lancha. O modelo ideal é aquele que permite um suporte maior para que a embarcação não fique girando enquanto ancorada.

 

3. Segurança

Num passeio de lancha o que você mais deseja é aproveitar os momentos de descanso com segurança, não é mesmo? Portanto, nada melhor do que escolher um acessório importante para a embarcação que ofereça esse item.

A âncora deve garantir a segurança dos tripulantes enquanto o barco está sendo ancorado e não causar acidentes.

 

Gostou das dicas? Quer saber mais informações sobre as lanchas da FS Yachts? Siga nossas redes sociais: Facebook e Instagram e fique por dentro das nossas novidades!

Lanchas personalizadas: saiba como deixar o barco do seu jeito

Compartilhe:

O sonho de comprar uma lancha está presente na vida de uma boa parte dos brasileiros, principalmente daqueles que apreciam o mar. Adquirir uma lancha significa ter a possibilidade de curtir belos passeios ao lado da família e amigos, uma prática de esporte e realização pessoal.

Agora, já imaginou ter a oportunidade de deixar o barco do seu jeito, a partir do seu gosto e estilo? Isso é possível com as lanchas personalizadas. Muitos estaleiros permitem, hoje, que o proprietário faça algumas modificações na embarcação, tudo para deixar a lancha o mais pessoal possível.

 

Porém, você sabe quais as modificações que podem ser feitas nas lanchas personalizadas? Para responder essa pergunta, a FS Yachts preparou esse texto. Vamos explicar como você pode deixar o barco do seu jeito, antes mesmo dele sair da fábrica. Confira!

 

Dica importante! A maioria dos estaleiros permite que as modificações principais sejam feitas na decoração da lancha como a cor do casco, estofados e tapetes, personalização de motores (gasolina, diesel) mais forte ou não, e também nos eletrônicos e tipo de carretas (rodoviária ou de encalhe). No caso dos barcos, normalmente acima de 60 pés, vai um pouco mais além, autorizando a mudança na troca dos móveis, modificação na cabine, e o aumento dos espaços dos ambientes. A única restrição é não interferir na estrutura da embarcação.

 

3 formas de como deixar as lanchas personalizadas

 

1. Cor do barco personalizada

 

Uma das formas mais conhecidas para deixar as lanchas personalizadas é modificando a sua cor. Assim como ocorre com os automóveis, essa é uma maneira de tornar a embarcação única, que não será encontrada em nenhum outro lugar, refletindo nela o seu estilo.

É considerado personalizar a cor da lancha a pintura ou envelopamento náutico. As opções são variadas e um dos modelos mais encontrados é deixando o barco com a mesma cor do seu automóvel.

Já o envelopamento náutico pode ter as cores de sua preferência ou acrescentar outras características na lancha, como o seu nome, por exemplo. Essas alternativas são uma maneira de deixar a embarcação mais pessoal, com o que está em alta no mercado. 

 

2. Modificar o estofado da lancha

 

Lanchas personalizadas também significam a mudança da cor ou material do estofado. Para deixar a lancha do seu jeito, uma das alternativas é acrescentar a cor que você deseja nos estofados, ou até mesmo personalizar bordando o nome do barco nos acessórios como almofadas e toalhas. Isso é mais uma marca de que a embarcação pertence a você.

 

3. Acrescentar acessórios 

 

Por fim, os acessórios são outra maneira de deixar as lanchas personalizadas. Acrescentar churrasqueira, frigobar, tapetes, instalar eletrônicos como som, GPS ou Sonar, ar condicionado, gerador são algumas opções. Além de deixar a embarcação do seu jeito, é uma forma de oferecer  mais conforto para você e os demais tripulantes.

Afinal, curtir uns momentos de descanso e diversão, principalmente com a correria do dia a dia, é um dos diferenciais de quem escolhe um barco como lazer.

 

Essas são algumas das opções para tornar as lanchas personalizadas. Está à procura da lancha perfeita para você? A FS Yachts conta com uma variedade de modelos inovadores, modernos e com design único. Siga nossas redes sociais Facebook e Instagram e confira mais informações!

Lanchas, iates e veleiros: você sabe a diferença entre eles?

Compartilhe:

Para um leigo no assunto, lanchas, iates e veleiros podem parecer termos diferentes para o mesmo tipo de embarcação. Porém, para aqueles apreciam andar ou praticar esportes em alguns desses barcos, saber as características de cada um faz toda a diferença na hora de comprar ou de pilotar algum deles. 

Tipo de carteira náutica necessária para pilotar (de acordo com a Capitania dos Portos, órgão fiscalizador de transportes aquáticos), opção de motor, combustível e comportamento dentro d’água são as principais diferenças entre lanchas, iates e veleiros. Sem falar, é claro, na diferença dos modelos, tamanhos e valores. 

Portanto, se você pretende comprar alguma dessas embarcações e está na dúvida de qual escolher, deve conferir esse post de hoje da FS Yachts. Vamos explicar as características e diferenças entre lanchas, iates e veleiros para que você opte pelo melhor modelo de acordo com seu objetivo, seja ele passeio, lazer ou prática de esporte. 

 

Principais diferenças entre lanchas, iates e veleiros 

 

Lanchas 

As lanchas são muito utilizadas para o turismo, lazer, pesca e prática de esportes aquáticos. Isso porque são embarcações menores, que se adaptam melhor a diversos ambientes como mares, rios, lagos e represas. 

Seu desempenho é de alta qualidade, apresentando um casco para melhor performance na água, além da presença de dois motores, sendo um deles utilizado caso ocorra algum imprevisto como, por exemplo, pane ou falha do motor principal.  

Dentre suas características, as lanchas podem apresentar conforto e segurança para os tripulantes, já que alguns modelos contam com quarto, banheiro e cabine. As lanchas são apropriadas para passeios com a família e amigos. 

Existem, basicamente, dois tipos de lanchas: a de proa aberta e a cabinada. A escolha do modelo ficará a cargo dos objetivos para os quais você usará a embarcação. 

 

  • Proa aberta: indicada para quem deseja fazer passeios mais curtos, sem a necessidade de dormir a bordo. 

 

  • Cabinada: esse é um modelo mais completo, que oferece mais comodidade para os passageiros. Ideal para quem deseja dormir na embarcação ou passar um final de semana a bordo. 

 

Iates 

Assim como as lanchas, os iates também são usados para o lazer. A diferença é que são utilizados para passeio em alto mar, pela dificuldade em fazer manobras por causa do seu tamanho. Diante dos veleiros e lanchas, apresenta maior requinte e conforto, podendo ser usados também como moradia.  

Os iates podem ser movidos a motor ou a vela, sendo os últimos modelos fabricados com motor a diesel. Sua vantagem está em proporcionar viagens mais longas, a bordo de uma embarcação luxuosa, com quartos, cozinha e banheiros, ideal para quem quer navegar e aproveitar os momentos de descanso por alguns dias. 

 

Veleiros 

Os veleiros são embarcações menores, ideais para quem busca uma navegação mais tranquila e com pouca velocidade. Os veleiros, assim como o nome já diz, são movidos a vela, porém contam com motor, usado apenas para facilitar as manobras durante o passeio. 

O veleiro requer um cuidado a mais para pilotar, já que é necessário conhecimento sobre a direção do vento e regulagem das velas para uma viagem segura.   

 

Conseguiu tirar suas dúvidas sobre a diferença entre lanchas, iates e veleiros para fazer a escolha correta e segura da sua embarcação? Entre no nosso site, confira os modelos de lanchas da FS Yachts e adquira já a sua!

Acidentes náuticos: Saiba como prevenir possíveis incidentes de lancha!

Compartilhe:

Ter um barco para realizar passeios e viagens com a família e amigos é o sonho de muitos pessoas. No Brasil, por exemplo, contamos com vários quilômetros de rios e mares que possibilitam o contato direto com a natureza e suas belezas. Porém, quando tratamos de água, o cuidado deve ser redobrado em relação à segurança da embarcação e dos tripulantes para evitar possíveis acidentes náuticos. 

De acordo com pesquisa da Superintendência de Segurança do Tráfego Aquaviário, o número de acidentes náuticos com embarcações de lazer e esporte diminuiu cerca de 12% nos últimos dois anos. Um resultado positivo, que mostra que a preocupação nunca esteve tão grande.  

Claro que incidentes podem acontecer, mas fique calmo! Com as medidas certas, eles podem ser evitados e você aproveitar todos os momentos de diversão com a família e amigos com tranquilidade.

Para ajudar você a prevenir possíveis incidentes de lancha, a FS Yachts preparou algumas instruções. Confira quais são no texto a seguir! 

 

Acidentes náuticos mais comuns no Brasil 

Antes de explicar como precaver incidentes de lancha é preciso citar os acidentes náuticos que mais acontecem nos rios e mares brasileiros. Por isso, para que você entenda melhor quais são e como ocorrem, listamos os principais para você. 

 

1. Colisão 

Entre os acidentes náuticos mais comuns está a colisão, quando as embarcações se chocam. Os motivos para ocorrer esse tipo de situação são vários: falta de experiência do condutor ao pilotar o barco ou até mesmo alta velocidade. Portanto, assim como nas rodovias, os mares e rios também têm suas regras e elas precisam ser seguidas. 

Por isso, é necessário cuidado para o limite de velocidade e sempre que necessário manter uma distância segura entre as embarcações. 

 

2. Atropelamento   

Um dos acidentes náuticos mais perigosos é o atropelamento, pois ele pode ferir as pessoas ou causar afogamento. O verão, por exemplo, é a época em que esses incidentes mais acontecem, pois os banhistas vão até mares e rios para se refrescar das altas temperaturas. Logo, é nesse momento que os cuidados precisam ser redobrados pelos pilotos.

 

3. Emborcamento  

Quando tratamos de lanchas, um dos acidentes náuticos que podem acontecer e merece sua atenção é o emborcamento (quando a embarcação vira, ficando com o casco para cima). Esse tipo de incidente faz com que o barco tenha vários danos, principalmente no motor. 

 

4. Falta de atenção e cautela ao atracar a embarcação 

A falta de comissionamento também pode ocasionar incidentes de lancha. Por isso é preciso atenção na hora de atracar o barco na marina, sempre respeitando a distância entre as demais embarcações e as condições do vento, sendo indicado atracar a barco contra as rajadas. Isso evita que a lancha colida com o píer e outras embarcações. 

 

Agora, depois de descobrir os acidentes náuticos mais comuns, é hora de saber como preveni-los. Muitos podem ser evitados com precaução e cuidado. Assim, você, sua família e amigos irão aproveitar o passeio com mais sossego e o entretenimento estará garantido. 

 

Principais cuidados ao pilotar um barco

  • Não colocar mais pessoas do que a embarcação suporta;
  • Ter sempre todos os itens de segurança e kit de primeiros socorros;
  • Realizar manutenções regulares na lancha;
  • Não navegar perto de banhistas;
  • Evitar ficar próximo das bordas da embarcação;
  • Não consumir bebida alcoólica antes de pilotar.

 

Dica importante: nesses casos é essencial que sua embarcação tenha um seguro náutico; ele serve para que situações como essas de acidentes tenham um suporte para ajuda e socorro emergenciais. 

 

Depois dessas dicas ficou mais fácil pilotar uma lancha com toda segurança para que acidentes náuticos não ocorram, não? 

 

Quer saber informações sobre a FS Yachts? Entre no nosso site e confira os modelos de lanchas novas e seminovas disponíveis.

FS 360 Allure: conheça todos os detalhes da lancha hard top da FS Yachts

Compartilhe:

Modelos de lanchas podem variar muito de acordo com o que cada proprietário procura. As especificações são as mais diferentes, sempre se adaptando a tipos de perfis. Para se ter uma ideia, barcos podem ter tamanhos diferentes, motor de popa ou centro-rabeta, proa aberta ou com cabine, enfim. Muitos são os fatores que mudam. E tudo isso sem falar, é claro, nos modelos de lancha hard top.

Cada vez mais vistas, as lanchas hard top são diferenciadas, e hoje a FS Yachts vai explicar por quê. Siga a leitura abaixo, entenda tudo sobre o assunto e, de quebra, conheça a hard top da FS!

 

O que é uma lancha hard top?

Ao pé da letra, hard top significa teto rígido. Uma lancha hard top, portanto, nada mais é que uma embarcação com teto rígido em seu cockpit. A principal diferença aqui é que este teto transforma-se em um teto solar que pode ser aberto e fechado tanto manual quanto eletronicamente. 

Recentemente, o modelo de lancha hard top tem ganhado cada vez mais destaque pelo fato de ser extremamente versátil. Quando o teto está aberto, ganha-se uma área aberta como a de uma lancha de proa aberta. Já quando ele é fechado — perfeito para aqueles dias mais frios e com vento —, a lancha “vira” cabinada.

O hard top de um barco pode ser feito de diferentes materiais, sendo os mais comuns fibra e vidro. Este tipo de embarcação acaba dispensando o uso de toldos. Observando as vantagens de modelos assim e o crescimento da procura por eles, a FS Yachts desenvolveu e lançou sua própria lancha hard top: a FS 360 Allure. Saiba mais sobre ela:

 

A lancha hard top da FS Yachts — Tudo sobre a FS 360 Allure

Com seus 36 pés, o último lançamento da FS Yachts é também o maior barco produzido no estaleiro. Se existisse uma palavra que pudesse definir a FS 360 Allure, esta palavra seria, com certeza, conforto. 

Além do design e acabamento característicos dos mais de 20 anos de FS, a 360 Allure tem também cabine com 1,95m de pé-direito e capacidade para 14 pessoas a bordo e pernoite de 2 casais.

Confira abaixo as principais especificações técnicas da lancha hard top da FS Yachts:

 

Dimensões

  • Comprimento: 11,10m
  • Boca/largura máxima: 3,30m
  • Calado: 0,70m
  • Peso do casco (sem motorização): 5.500kg

 

Motorização

  • Tipo: centro-rabeta (parelha)
  • Potência mínima: 440hp
  • Potência máxima: 600hp
  • Consumo médio em cruzeiro: 60 a 120 litros/hora

 

Capacidades

  • Capacidade de combustível: 700 litros
  • Capacidade de água doce: 250 litros
  • Capacidade de pessoas (dia): 1 tripulante + 13 passageiros
  • Capacidade de pessoas (pernoite): 2 camas de casal

 

Assim como em todos os outros modelos da FS Yachts, nós prezamos pela qualidade em cada embarcação fabricada e entregue. Caso você queira conhecer ainda melhor a FS 360 Allure, acesse a página da lancha neste link. Além das informações deste texto, lá você encontrará todos os detalhes que precisa saber, incluindo os itens de série.

 

Abaixo, você pode ver também o vídeo de apresentação que a FS preparou para a 360 Allure:

 

 

Quer, você também, fazer parte de uma das últimas tendências do mundo náutico? Então solicite hoje mesmo um orçamento!

6 dicas fundamentais para comprar a primeira lancha

Compartilhe:

Comprar a primeira lancha, com certeza, é um dos sonhos de grande parte dos brasileiros, em especial aqueles que adoram sair pelos mares para conhecer as belezas do nosso litoral. Afinal, ter a disposição uma lancha sempre que quiser é sinônimo de comodidade e conforto. 

No entanto, comprar a primeira lancha não é uma tarefa fácil. É preciso muita atenção e informação para saber o modelo e marca que você mais se identifica, além do tamanho adequado e o melhor preço. Tudo isso sem contar ainda as atividades para que a lancha será usada. 

 

Por isso, se você é uma dessas pessoas que está na busca pela lancha perfeita para aproveitar os dias de descanso e lazer com a família e amigos, fique atento às dicas que a FS Yachts preparou para compra da sua primeira lancha. 

 

Principais dicas para comprar a primeira lancha 

 

1) Defina o uso 

Durante a pesquisa para saber qual embarcação comprar é necessário ter em mente o porquê você quer adquirir o barco. Entender os objetivos e finalidades ajudará a escolher a lancha mais indicada. Portanto, atente para o modelo, tamanho, valores, atividades (passeios ou esporte náutico) e quantas pessoas terá a bordo. 

 

No mercado, encontramos uma variedade de opções de lanchas que dificultam na hora de fechar negócio. Logo, tire todas as suas dúvidas sobre a embarcação com o fabricante.

 

2) Conheça os modelos 

Uma das dicas fundamentais para comprar a primeira lancha é fazer uma pesquisa para conhecer todos os modelos. Procure informações sobre suas características como, por exemplo: motor, combustível e a procedência do fabricante. Essa investigação ajudará você a não comprar um produto que pode ser um prejuízo no futuro.  

 

Vale ressaltar: ao conhecer os modelos, saiba se você deseja uma lancha com ou sem cabine. As lanchas com cabine oferecem um conforto maior, principalmente para quem navegará com crianças a bordo. Já as com proa aberta oferecem um espaço externo maior para os tripulantes durante a navegação. 

 

3) Retire a carteira náutica  

Assim como ocorre com os automóveis e motos, para pilotar uma lancha ou qualquer outra embarcação é preciso ter carteira de habilitação, mais conhecida como habilitação náutica. A carteira de habilitação náutica é a garantia de uma navegação tranquila e segura para você e as outras pessoas a bordo também.

 

Para retirar a carteira náutica é preciso seguir algumas regras – ter mais de 18 anos e carteira nacional de habilitação (CNH) ou atestado médico comprovando a plenitude física e mental. Existem 3 diferentes categorias: 

 

Arrais Amador 

A primeira categoria é a mais básica para os aspirantes a marinheiro, por isso é indicada para quem busca navegar no mar próximo da costa. 

 

Mestre Amador

Quem opta por essa categoria tem a permissão para navegar em áreas costeiras, em até 20 milhas da costa. 

 

Capitão Amador

A última categoria concede ao piloto além das informações anteriores, a  navegação em mares e oceanos, mas para isso é necessário primeiro ter a habilitação de mestre amador. 

 

4) Valores 

Para comprar a primeira lancha é preciso saber qual valor você está disposto a desembolsar para aquisição. Existem embarcações de diversos modelos e tamanhos, e essas características estão ligadas ao seu valor final. Desse modo, é preciso saber os objetivos da compra e estar ciente que o barco condiz com a expectativa esperada. 

 

Importante: Com o mesmo investimento feito na compra de uma nova lancha, você consegue adquirir um barco usado maior. Porém, deve-se acrescentar um custo de manutenção mais elevado também. 

 

5) Documentação da lancha  

Para que a lancha nova consiga navegar é preciso que ela tenha todos os documentos em dia. Caso contrário, você terá prejuízos com multas e tarifas. Sendo assim, quando fizer a compra da lancha nova, exija da empresa: 

  • Nota fiscal do motor e casco 
  • Manual do proprietário
  • Termo de responsabilidade de construção
  • Garantia  
  • Para lanchas financiadas: termo de alienação 

 

Já para as lanchas usadas são necessários os seguintes documentos: 

  • Documento da embarcação (TIE) 
  • Recibo de compra e venda
  • Em caso de alienação: contrato de desalienação e/ou carta de quitação  

 

Caso sua opção para comprar a primeira lancha seja uma usada, não deixe de conferir nosso último material rico! Nele, a FS Yachts compilou 7 pontos que você precisa saber antes de comprar uma lancha seminova. Confira o material aqui!

 

6) Onde deseja navegar 

Cada modelo de lancha é indicado para um tipo de navegação. Há embarcações que são para passeios no mar e outras para rios e lagos e outras que atendem ambas necessidades. Para o passeio ou prática de esportes no mar, as lanchas maiores são mais confortáveis. Já para lagos e rios, um barco menor pode ser a melhor opção pela praticidade e custo menor. 

 

Depois dessas dicas ficou mais fácil decidir como comprar a primeira lancha, não é mesmo? A FS Yachts conta com 11 modelos de lanchas disponíveis para você. Entre no nosso site e confira alguns deles.