Blog

Cuidados para donos de barco: 3 erros que podem custar caro

Compartilhe:

Para aqueles que querem ter (ou já têm) a própria lancha, é importante ter em mente que a manutenção é uma das partes indispensáveis e que devem ser sempre tomadas como uma prioridade. E, nessa busca que os donos de barco passam para garantir o melhor às suas embarcações, existem certos erros que devem ser evitados.

No texto que a FS Yachts preparou para você hoje, nós trouxemos 3 destes principais erros que os donos de barco não devem cometer se não quiserem gastar um bom dinheiro sem necessidade. Continue a leitura abaixo e entenda!

 

Os 3 erros que podem custar caro para donos de barco

 

1. Dispensar o uso de um contrato

O primeiro erro que donos de barco não podem cometer de jeito nenhum é não dar a devida importância aos contratos. E isso vale para todas as situações em que um negócio estiver envolvido, até mesmo pequenos reparos. Até porque, caso algum problema não tenha sido devidamente consertado, é com o contrato que você poderá provar o que deveria ser feito e ganhar vantagem em uma eventual negociação.

Porém, pelo fato de o valor envolvido ser significativamente mais elevado, os contratos têm relevância ainda maior quando falamos na compra de uma embarcação. No caso de barcos novos, a preocupação não precisa ser tão grande assim, afinal, estaleiros confiáveis têm como procedimento padrão a emissão de um contrato incluindo tudo que acompanha a mais nova lancha.

O grande erro aqui é não cobrar um contrato em negociações de embarcações usadas. Por não serem novas, elas possuem certo risco de apresentarem problemas imediatamente após a troca de dono. Quando certos detalhes como um motor falho não são especificadas em um contrato, a responsabilidade (e o prejuízo) são todos de quem comprou.

 

2. Não realizar testes imediatos após uma manutenção ou conserto

No caso das manutenções e dos reparos, um teste imediato — e, de preferência, no mesmo local em que o serviço foi feito — é a melhor maneira que donos de barco têm de atestar se os problemas foram, de fato, corrigidos. Especialmente se você já tiver cometido o primeiro erro da lista e não tiver a garantia do trabalho por escrito.

Portanto, exija que você mesmo possa fazer um teste na frente do prestador do serviço e ter a certeza de que está tudo certo. Caso você tenha feito um contrato prévio, ótimo! Confira neste teste se tudo que foi contratado foi feito e não aceite formalmente sua embarcação de volta enquanto tudo não estiver conforme contratado.

 

3. Basear decisões em opiniões de familiares e amigos

Esta é uma questão polêmica. Ainda mais quando consideramos que nossos familiares e amigos são as companhias que mais gostamos nos nossos passeios de barco, não acha? No entanto, a verdade é que se o amigo ou familiar em questão não é especializado no assunto ou, pior ainda, não entende nem um pouco sobre o mesmo, a opinião dele não deve ser tomada como válida.

Sempre que você for fazer uma escolha relevante envolvendo sua lancha, desde a própria aquisição até a identificação de problemas e escolha de fornecedores, tome como palavra definitiva a sua decisão.

Se você acredita que não possui o conhecimento necessário, não corra riscos; converse com profissionais. Se eles forem funcionários de determinada empresa, ouça mais de uma opinião. Sempre busque o melhor para a sua embarcação, lembre-se de que ela não foi um investimento barato.

 

 

Evitando estes erros, você e outros donos de barco podem evitar prejuízos, tanto para os bolsos quanto para os barcos. Gostou do conteúdo de hoje? Para receber ainda mais textos como este, siga a FS Yachts no Facebook e no Instagram!

Posted on Categories BlogTags , , , , , , ,
Compartilhe:
+55 (48) 3279-7333 De segunda a sexta das 09h00 a 18h00 (GMT -3).
Calle Cecília Maria José de Azevedo, n° 210 - Mar das Pedras – Biguaçu/SC