Radio VHF FS

As redes de celulares cobrem grande parte das áreas em que navegamos, portanto o Rádio VHF já não é mais a única forma de comunicação possível na água.

No entanto, algumas funções do rádio VHF ainda são essenciais para aqueles que se aventuram com suas lanchas para águas menos abrigadas, ou mesmo que decidem navegar com muitas embarcações em grupo.

 

Veja abaixo como utilizar estas funções:

1. Antes de sair para o passeio de lancha, verifique qual a frequência VHF utilizada por sua marina, e quais são as frequências de uso livre. É importante lembrar de 3 frequências:

16 (frequência VHF de uso comum por todas as lanchas, veleiros, marinas, portos, capitanias e marinha)

Frequência de uso da marina (ex.: 68 ou 69, pergunte em sua marina) – para entrar em contato direto com sua marina.

Frequência de uso livre (ex.: 71 ou 77, pergunte em sua marina) – para utilização com outras lanchas próximas, por exemplo, sem necessidade de ficar no telefone celular. Muito útil para manter a comunicação durante passeios náuticos em grupo.

2. Lembre-se: antes de sair, ligue seu Rádio VHF fixo ou portátil, e coloque-o em standby na frequência 16, de uso comum.

3. Ajuste o Squelch: gire o botão de squelch até ouvir o ruído de estática (chiado). Gire o botão de volta até que este chiado se torne inaudível.

4. Para comunicar-se com outras embarcações: chame a embarcação na frequência 16:

 – “Embarcação CARPE DIEM II, na escuta? Câmbio.”.

 – “CARPE DIEM II, na escuta, câmbio.”

 – “CARPE DIEM II, Alterar para frequência 71, câmbio.”

– Ajuste seu rádio VHF para a frequência de uso livre (neste exemplo, a frequência 71) e comunique-se livremente. Mantenha o canal 16 sempre livre para caso de emergências.

5. Situações de emergência: utilize somente em situações de extrema emergência, ao avistar uma embarcação afundando, por exemplo. Diga no canal 16: “MAYDAY, MAYDAY, MAYDAY”, seguido de sua localização e nome da embarcação.

6. Termine sua comunicação sempre com a palavra “Câmbio”, para informar o outro lado que a frequência está liberada para resposta.

7. Respeite as frequências de uso comum, mantendo-as sempre liberadas para casos de emergência.

Não esqueça: os marinheiros também possuem muitas informações sobre como utilizar o seu VHF para navegar com mais tranquilidade e segurança.

 

Ficou com dúvidas? Entre em contato conosco!